Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

As autoridades inglesas vão fazer nas próximas semanas testes aos chamados passaportes de vacinação, que servem para identificar quem já foi imunizado contra a Covid-19, para tentarem perceber como é que podem reabrir grandes espetáculos sem manterem o distanciamento social.

De acordo com a agência Reuters, os testes serão feitos em nove jogos da Taça de Inglaterra, em Wembley, incluindo as meias-finais e a final, mas também em clubes de comédia.

O sistema em causa permitirá às autoridades saber se o detentor desse passaporte levou a vacina, se teve algum teste negativo recentemente ou se adquiriu imunidade por ter tido Covid-19 nos últimos seis meses.

É pouco provável que o controlo venha a ser feito em pubs, lojas ou transportes públicos, diz ainda a agência de notícias.

Apesar de os testes começarem nas próximas semanas, o jornal britânico The Telegraph indica que o passaporte de vacinação não deve avançar antes de setembro.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Para já, o Governo prevê que um número limitado de pessoas tenha permissão para assistir in loco a jogos de futebol a partir de 17 de maio, o que significa apenas a última jornada na Premier League. E as discotecas deverão reabrir, se tudo correr bem, a 21 de junho.

O Reino Unido (não só Inglaterra) é um dos países que mais rapidamente avançou com o processo de vacinação, tendo, neste momento, 53 doses administradas por cada 100 pessoas, de acordo com a plataforma Our World in Data.

No total, até ao momento, pelo menos 4,3 milhões de pessoas foram infetadas no país. E um pouco mais de 127 mil pessoas morreram por complicações associadas à Covid-19.