O presidente da distrital do CDS-PP de Viana do Castelo, Paulo Sousa, disse esta segunda-feira que o partido decidiu coligar-se com o PSD na candidatura de Eduardo Teixeira à autarquia da capital do Alto Minho, para a “tornar mais forte”. “Pretendemos constituir uma candidatura forte à direita que possa concorrer às próximas eleições autárquicas de uma forma séria e objetiva”, disse esta segunda-feira à agência Lusa Paulo Sousa.

O líder da distrital do CDS-PP e vereador na Câmara de Ponte de Lima acrescentou que a coligação com o PSD surge da necessidade de “dar uma resposta aos vários problemas que tem o concelho de Viana do Castelo”.

O objetivo desta candidatura é promover um desenvolvimento mais sustentado de Viana do Castelo. A coligação pretende criar um grupo mais forte, mais vocacionado para a sociedade civil e que possa ser uma mais-valia para o eleitorado de Viana do Castelo”, destacou Paulo Sousa.

Nas eleições autárquicas deste ano, em Ponte de Lima e Viana do Castelo haverá mudança de liderança municipal.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Na capital de distrito, José Maria Costa, sucessor do antigo autarca Defensor Moura, termina 12 anos consecutivos como presidente da Câmara e pretende passar o testemunho a Luís Nobre, vereador com os pelouros do Planeamento e Gestão Urbanística, Reabilitação Urbana, Desenvolvimento Económico, Mobilidade, Coesão Territorial e Turismo.

Paulo Sousa revelou ainda que o CDS-PP vai apoiar as candidaturas do PSD às câmaras de Caminha, onde os social-democratas apostam na ex-deputada e atual vereadora Liliana Silva, e de Paredes de Coura, onde o PSD volta a candidatar o ex-gerente bancário e atual empresário Venâncio Fernandes.

Em comunicado enviado à Lusa, na noite de domingo, a distrital do PSD informou que as concelhias de Viana do Castelo do PSD, liderada por Eduardo Teixeira, e do CDS-PP, presidida por Hugo Meira, “chegaram a acordo que permitirá uma coligação nas autárquicas 2021 em Viana do Castelo”. Citado no documento, o presidente da distrital do PSD, Olegário Gonçalves, disse tratar-se de “mais um passo no trabalho autárquico que tem sido desenvolvido no sentido de todos os concelhos se apresentarem com candidaturas vencedoras e também, no caso em concreto, para ganhar a capital de distrito”.

No final de março, o PSD apresentou o deputado e presidente da concelhia do PSD de Viana do Castelo, Eduardo Teixeira, como candidato à Câmara da capital do Alto Minho nas eleições autárquicas deste ano.

Em setembro de 2020, Eduardo Teixeira, economista de 48 anos, foi reeleito pela terceira vez consecutiva presidente da concelhia de Viana do Castelo. Desempenha ainda as funções de primeiro secretário da mesa do conselho nacional e do congresso dos órgãos nacionais e é presidente da mesa da assembleia distrital do Alto Minho.

É a segunda vez que Eduardo Teixeira concorre à Câmara de Viana do Castelo, que está nas mãos do PS desde 1994. Em 2017, o PS recandidatou, pela última vez, o socialista José Maria Costa, que venceu com 53,68% votos e aumentou para seis o número de mandatos autárquicos. Já o PSD apresentou o professor Hermenegildo Costa, que somou 21,25% votos, e perdeu um dos três mandatos que os social-democratas detinham. A CDU segurou o único lugar no executivo municipal, com 8,11% dos votos.