436kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Depois do golo, a assistência: Fábio Silva decisivo no regresso às vitórias do Wolverhampton na Premier League

Este artigo tem mais de 1 ano

Num encontro com poucas oportunidades e muitas vezes mais disputado do que bem jogado, Wolverhampton ganhou fora ao Fulham nos descontos com golo de Adama Traoré após passe de Fábio Silva (0-1).

Adama Traoré marcou o primeiro golo da temporada após assistência de Fábio Silva, que entrou no último quarto de hora
i

Adama Traoré marcou o primeiro golo da temporada após assistência de Fábio Silva, que entrou no último quarto de hora

Wolves via Getty Images

Adama Traoré marcou o primeiro golo da temporada após assistência de Fábio Silva, que entrou no último quarto de hora

Wolves via Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Jesse Lingaard inaugurou o marcador com um fantástico golo logo aos seis minutos, Pablo Fornals aumentou ainda no primeiro quarto de hora, Jarrod Bowen fez o 3-0 antes do intervalo. Uma entrada completamente em falso com 38 minutos de horror praticamente sentenciaram a derrota do Wolverhampton frente ao West Ham, apesar da redução para a desvantagem mínima, aumentando para cinco o número de jogos consecutivos sem vitórias dos lobos na Premier League. Mais do que isso, a equipa recebeu várias críticas pela má entrada no jogo, com o antigo internacional e capitão do Manchester United, Gary Neville, a falar numa “equipa de infantis”.

O Wolves começou a perder e acabou à procura de um empate que não chegou: mas a boa notícia era Rui Patrício e já estava garantida

“Se dói ouvir isso? Claro que dói”, assumiu a esse propósito Nuno Espírito Santo, técnico do Wolves. “Dói porque o nosso desempenho não esteve ao nível que pretendemos. Fomos nós quem mais sofreu com esse resultado. Agora temos de dar uma resposta a essa má exibição que tivemos. Estamos sempre preocupados quando não conseguimos dos jogadores as exibições que pretendemos. Foi nisso que pensámos na preparação para o jogo com o Fulham. Nunca fico descontraído, estou sempre a tentar encontrar a melhor forma para jogarmos da forma que pretendo e a tentar encontrar as melhores soluções. Vai ser difícil, temos um bom adversário pela frente. Sabemos que cada jogo na Premier League é difícil e temos de estar preparados”, completou.

Essa aposta na redenção começou logo com o pormenor da aposta exatamente no mesmo onze inicial, com a linha de quatro na defesa tendo Nelson Semedo como lateral direito, dois médios mais posicionais entre os quais Rúben Neves e três unidades de cariz ofensivo com Daniel Podence e Pedro Neto no apoio ao avançado Willian José, ficando João Moutinho, Vítor Ferreira e Fábio Silva no banco. Ponto curioso: essa opção atípica surgiu num contexto em que Nuno Espírito Santo tinha falado à Sky Sports sobre o aumento da média de alterações de um encontro para o outro, que subiu para 1.73 quando foi 1.53 no ano passado e 1.37 em 2018/19.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Acho que é a época mais difícil, o momento mais difícil devido à pandemia. Os jogadores têm de melhorar, percebendo que não estiveram tão bem durante parte da época. Não podemos repetir isso. É nisso que estamos a trabalhar, percebendo que para alcançar objetivos no futebol tens de reagir, tens de recuperar desses períodos difíceis”, salientou o português.

E o jogo até começou da melhor forma para o Wolverhampton, que conseguiu criar a primeira oportunidade logo no segundo minuto com Nelson Semedo a cruzar na sequência de um livre para Willian José. No entanto, essa primeira imagem acabou por não corresponder ao que se passaria até ao intervalo, com Ruben Loftus-Cheek a ter um cabeceamento por cima num lance onde o avançado poderia ter feito melhor (28′) e um jogada 1×1 de Adama Traoré onde o internacional espanhol podia ter feito muito melhor na hora do remate (36′), numa fase em que João Moutinho já tinha entrado para o lugar do lesionado Pedro Neto dando outra capacidade ao corredor central dos visitantes que se mostraram a partir daí mais equilibrados e compactos em jogo até pelo posicionamento de Dendoncker como terceiro central, recuperando o outro sistema mais habitual da equipa.

Nos descontos da primeira parte, Willian José ainda conseguiu marcar após assistência de Podence mas o golo foi anulado por posição irregular do português no início do lance. Mantinha-se tudo a zero ao intervalo, continuou tudo a zero depois do intervalo: o encontro continuou sem grandes oportunidades a não ser em bolas paradas ou segundas bolas perdidas após cruzamentos e até com pouca qualidade. No entanto, as decisões estavam mesmo reservadas para os últimos instantes, com Fábio Silva, que entrara no último quarto de hora para o lugar de Willian José depois do golo marcado na última jornada frente ao West Ham, a fazer uma grande assistência para uma “bomba” de Adama Traoré na área descaído na direita que deu a vitória ao Wolves aos 90+2′.

[Clique na imagem para ver o golo do Fulham-Wolverhampton em vídeo]

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.