As ministras da Saúde, Marta Temido, e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, participam esta terça-feira numa videoconferência organizada pela Assembleia da República sobre o impacto na saúde e os efeitos sociais da Covid-19.

Segundo uma nota divulgada pela dimensão parlamentar da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), a conferência interparlamentar debaterá “os contributos que o combate à pandemia de Covid-19 pode trazer para a definição de uma política de saúde europeia mais resiliente” e “quais os impactos socio-laborais da pandemia no emprego”.

Além das ministras Marta Temido e Ana Mendes Godinho, participam na discussão os comissários europeus da Saúde e Segurança Alimentar, Stella Kyriakides, e do Emprego e Direitos Sociais, Nicolas Schmit. A nota indica também que os parlamentares participantes terão uma “oportunidade de trocar impressões” com o presidente do Conselho Económico e Social (CES) português, Francisco Assis, sobre a implementação do Pilar Europeu dos Direitos Sociais.

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, presidirá à sessão de abertura, sendo as sessões seguintes moderadas pelos presidentes da comissão parlamentar de saúde, Maria Antónia de Almeida Santos, e da comissão parlamentar de Trabalho e Segurança Social, Pedro Roque.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Numa mensagem gravada, Maria Antónia de Almeida Santos considera a realização desta conferência “muito oportuna” pelo facto de a crise pandémica ter revelado a “necessidade de reforçar o nível de preparação e capacidade da UE para responder eficazmente às principais ameaças sanitárias e transfronteiriças”.

“Urge, ainda, preparar a saída da crise de modo coeso e efetivo, ajustando políticas e esforços nesse sentido”, justifica Pedro Roque na mesma mensagem.