O descarrilamento de um comboio de passageiros no norte do Cairo, no Egito, provocou este domingo cerca de 100 feridos, referem as autoridades egípcias citadas pela Associated Press (AP).

Quatro carruagens de um comboio de passageiros saíram da ferrovia na cidade de Banha, na província de Qalyubia, no norte do Cairo, informou a autoridade ferroviária num comunicado, citado pela AP. O comboio viajava para a cidade de Mansoura, no Delta do Nilo, vindo da capital egípcia, refere a mesma nota.

Também num comunicado, o Ministério da Saúde refere que “pelo menos 97 pessoas ficaram feridas”. “Cerca de 60 ambulâncias foram enviadas para o local e os feridos foram levados para hospitais mais próximos”, acrescentou a nota do ministério. Não são, para já, conhecidas, as razões que provocaram o descarrilamento do comboio, pelo que o acidente está a ser investigado.

Na semana passada, pelo menos 15 pessoas ficaram feridas quando as carruagens de um comboio descarrilaram na província de Sharqia, no delta do Nilo. O acidente deste domingo surge três semanas depois da colisão de dois comboios na província de Sohag, que provocou, pelo menos, 18 mortos e mais de 200 feridos, incluindo crianças. Os responsáveis anunciaram que foi a “negligência grosseira” dos funcionários das ferrovias que causou o acidente mortal de 25 de março, o que levou a protestos públicos em todo o país.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A AP refere que naufrágios e acidentes de comboio são comuns no Egito, onde a rede ferroviária tem um histórico de equipamentos com pouca manutenção e má gestão. Este foi o mais recente de vários acidentes ferroviários que atingiu o país nos últimos anos. Centenas de acidentes de comboio são relatados todos os anos.

Em fevereiro de 2019, uma locomotiva não tripulada colidiu com uma barreira dentro da principal estação ferroviária de Ramsés, no Cairo, causando uma grande explosão, seguida de um incêndio que matou, pelo menos, 25 pessoas. Esse acidente levou o então ministro dos Transportes a renunciar ao cargo.

Em agosto de 2017, dois comboios de passageiros colidiram fora da cidade portuária de Alexandria, no Mediterrâneo, matando 43 pessoas. Em 2016, pelo menos 51 pessoas morreram quando dois comboios chocaram perto do Cairo. O acidente de comboio mais mortal do Egito foi em 2002, quando mais de 300 pessoas morreram num incêndio num comboio noturno que viajava do Cairo para o sul do Egito.