O violetista húngaro Máté Szücs vai ser o músico convidado da primeira edição do Cidnay International Masterclass Series (CIMS), que vai decorrer de 28 de agosto a 03 de setembro, em Santo Tirso.

O evento vai contar com ‘masterclasses’ de viola dirigidas pelo músico húngaro, contando ainda com um concerto final de apresentação do trabalho no curso, na Quinta de Fora, junto ao Mosteiro de São Bento, onde também vão decorrer as aulas, afirmou à agência Lusa o diretor artístico da iniciativa, João Abreu.

De acordo com a organização, Máté Szücs foi chefe de naipe principal da Orquestra Filarmónica de Berlim e tem “uma carreira como solista premiado”, para além de ser “um pedagogo muito procurado”, dando aulas por todo o mundo, de Nova Iorque, a Tóquio ou Seul, sendo professor de viola na Universidade de Música de Genebra, desde 2018.

Segundo João Abreu, a organização tem recebido candidaturas “de jovens músicos de todo o mundo”, que depois serão selecionados para participar na iniciativa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Queremos atrair jovens músicos de todo o mundo com um curso sempre com professores reconhecidos mundialmente, mas dando alguma prioridade a jovens músicos portugueses”, frisou.

Em futuras edições, a organização espera poder ter mais músicos convidados a ministrar as ‘masterclasses’, referiu.

Na primeira edição, o CIMS terá como conceito “o contacto”, explorando a ideia de “contacto entre mestres e alunos, entre participantes de diferentes latitudes, com outras expressões e linguagens artísticas, com campos de conhecimento e vivência complementares à música”.

A iniciativa é uma coprodução da Famart (Associação Cultural e Artística Juvenil), sediada em Famalicão, e a Academia das Emoções, tendo como principal parceiro o Hotel Cidnay.