A chanceler alemã, Angela Merkel, não vai deslocar-se ao Porto para a Cimeira Social, mas acompanhará “todos os momentos” de modo virtual, disse esta quarta-feira à Lusa a secretária de Estado dos Assuntos Europeus.

Ana Paula Zacarias precisou que Merkel decidiu anular a viagem devido à situação pandémica na Alemanha, decisão que foi “comunicada” e “concertada com” a presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE).

A governante indicou ainda que o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, também não se desloca ao Porto, igualmente devido à situação da pandemia de Covid-19 no seu país, acompanhando também todos os trabalhos por via remota.

Fonte oficial alemã adiantou à agência Lusa que no Porto, a participar presencialmente nos trabalhos, vai estar o ministro do Trabalho e Assuntos Sociais, Hubertus Heil.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A Cimeira Social do Porto, que se realiza na sexta-feira, é o ponto alto da presidência portuguesa e visa definir a agenda social europeia para a próxima década, juntando líderes dos estados-membros e das instituições europeias, parceiros sociais e sociedade civil.

O resultado desse encontro irá contribuir já para os trabalhos da reunião informal de chefes de Estado e de Governo que terá lugar no dia seguinte, também no Porto.