As vendas a retalho aumentaram 12,0% na zona euro e na 11,6% União Europeia (UE) em março, com Portugal a registar, em contraciclo, o segundo maior recuo homólogo (-1,1%), segundo o Eurostat.

Já na comparação em cadeia, face a fevereiro, o volume das vendas a retalho aumentou 2,7% na zona euro e 2,6% na UE.

Entre os estados-membros para os quais há dados disponíveis, os maiores aumentos homólogos no volume do comércio a retalho foram registados na Eslovénia (24,0%), Dinamarca (22,6%) e França (21,3%), tendo havido três recuos: na Hungria (-2,1%), Portugal (-1,1%) e Malta (-0,1%).

Segundo o gabinete estatístico europeu, face a fevereiro, os maiores aumentos mensais no volume do comércio a retalho foram observados na Dinamarca (22,5%), Holanda (8,4%), Alemanha e Lituânia (7,7% cada).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As principais quebras foram registadas na Croácia (-4,0%), Polónia (2,2%) e Áustria (-1,9%).

Em Portugal, as vendas a retalho subiram 2,2% de fevereiro para março.