270kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui.

Vinho Petrus que estagiou no espaço está à venda na Christie's

A venda é privada, mas a leiloeira espera alcançar 1 milhão de dólares. A colheita de 2000 do conhecido vinho Petrus esteve em órbita durante 14 meses e regressou à terra em janeiro.

i

Os vinhos foram posteriormente analisados por cientistas e por um grupo de provadores no Instituto de Ciências da Vinha e do Vinho da Universidade de Bordéus em março

PHILIPPE LOPEZ/AFP via Getty Images

Os vinhos foram posteriormente analisados por cientistas e por um grupo de provadores no Instituto de Ciências da Vinha e do Vinho da Universidade de Bordéus em março

PHILIPPE LOPEZ/AFP via Getty Images

Tivesse o vinho ficado em terra e continuaria a ser um estrondo nos bolsos de um comum mortal. Mas a história deste Petrus é bem diferente. Depois de ter passado 14 meses no espaço, a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS, sigla em inglês), a colheita de 2000 está à venda em Londres, através da leiloeira Christie’s que espera arrecadar perto 1 milhão de dólares (cerca de 830 mil euros).

Estes vinhos e vinhas regressam à terra após um ano de missão espacial

A garrafa de vinho oriunda de Bordéus, em França, esteve a orbitar o planeta terra durante mais de um ano como parte de um estudo com financiamento privado sobre alimentos e agricultura, parte integrante do projeto científico liderado pela startup Space Cargo Unlimited.

Três garrafas foram abertas em março no Instituto de Ciências da Vinha e do Vinho da Universidade de Bordéus

PHILIPPE LOPEZ/AFP via Getty Images

O Petrus 2000 vai estar disponível em venda privada e, após a aquisição, será acompanhado de uma outra colheita que não chegou a descolar da terra (bem como de um saca-rolhas “feito de um meteorito”) — a ideia é que seja possível comparar os dois Petrus com e sem estágio no espaço. O vinho espacial vai ser vendido numa éspecie de mala desenhada pelo Les Ateliers Victor em Paris, resultado de mais de 900 horas de trabalho, de acordo com a Decanter.

Ao todo, 12 garrafas estiveram à boleia da ISS desde novembro de 2019. Ao fim de mais de 400 dias no espaço, e em gravidade zero, regressaram em janeiro deste ano. Os vinhos foram posteriormente analisados, em março, por cientistas e por um grupo de provadores no Instituto de Ciências da Vinha e do Vinho da Universidade de Bordéus.

© christiesinc/Instagram

À BBC, Jane Anson, jornalista e autora do livro “Inside Bordeaux: The Châteaux, Their Wines and the Terroir”, uma das pessoas que teve oportunidade de participar na prova, não sabe dizer se o espaço transformou o vinho para melhor ou pior, mas salienta que está “definitivamente diferente”, com notas mais florais e até fumadas. É também ela quem lembra — e bem — que o Petrus tem uma grande capacidade de envelhecimento, pelo que foi uma escolha sensata levá-lo a estagiar entre as estrelas.

Apesar de serem uma dúzia de garrafas, apenas um vinho será vendido — três deles foram abertos na sequência de provas e os outros oito serão usados em investigação futura. Os lucros da venda da Christie’s serão canalizados para financiar mais experiências da Space Cargo Unlimited no espaço.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.