Mais de 1.400 migrantes chegaram, neste fim de semana, à ilha de Lampedusa, no sul de Itália, e pelo menos outras 400 pessoas estão em dificuldades, em cinco embarcações, ao largo de Malta, foi este domingo anunciado.

O balanço é noticiado por vários media italianos, que dão conta da chegada àquela pequena ilha de migrantes de diferentes nacionalidades, a maioria a viajar em condições precárias e em embarcações sobrelotadas.

Uma das embarcações, de pesca, transportava 398 pessoas, entre as quais 24 mulheres e seis crianças, e outra barcaça de madeira, 325 pessoas.

As embarcações foram intercetadas durante a noite de sábado pela Guarda Costeira italiana.

Além de todos estes migrantes, a organização não governamental Alarm Phone lançou um pedido de ajuda para cerca de 400 pessoas que estão, “numa situação crítica” a bordo de cinco embarcações ao largo de Malta.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Este ano, mais de 11 mil migrantes chegaram a território italiano, o triplo do mesmo período do ano passado.