O Índice de Produção Industrial passou de 0,5% em março para 4,9% em abril, segundo dados nesta terça-feira divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Excluindo o agrupamento de Energia, segundo o INE, a variação dos preços foi de 2,3% (1,4% no mês anterior).

A variação mensal do índice foi de 1,5% (-2,8% em igual período de 2020).

“Em abril, os preços na Produção Industrial registaram um aumento homólogo de 4,9%, representando uma aceleração de 4,4 pontos percentuais face ao observado em março“, refere.

O agrupamento de energia, com uma variação homóloga de 17,3% (-3,4% no mês anterior), apresentou um contributo de 3,0 pontos percentuais, o mais relevante para a variação do índice. Excluindo este agrupamento, a variação dos preços na produção industrial foi 2,3% (1,4% no mês anterior).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os preços na secção das indústrias transformadoras apresentaram um crescimento de 0,9% (variação de -2,7% no mesmo período de 2020) e um contributo de 0,8 pontos percentuais para a variação do índice agregado.

O Índice de Preços na Produção Industrial tem como objetivo mostrar a evolução mensal dos preços das transações nas atividades económicas para os mercados interno e externo. Os índices são obtidos com base no Inquérito aos Preços na Produção de Produtos Industriais, realizado por formulário eletrónico, junto de empresas sediadas em território nacional, dedicando-se principalmente ou a título secundário à Indústria Extrativa, Transformadora e Eletricidade, Gás e Água, sendo recolhidos mensalmente cerca de 10.123 preços, explica o INE.