A empresa de bebidas angolana Refriango prepara-se para assinar um contrato de gestão com a Sodiba, fábrica que produz a cerveja Luandina, e que pertence à empresária Isabel dos Santos, disseram à Lusa fontes ligadas ao processo.

O contrato de gestão garante todos os postos de trabalho e prevê que a atual produção da Sodiba se mantenha.

Fonte oficial da Sodiba confirmou que “há um processo negocial em curso“, cuja complexidade por envolver várias entidades, pode implicar ainda alguma demora.

O objetivo é preservar os postos de trabalho, que a fábrica não se torne insolvente e que as marcas da Sodiba [a marca própria Luandina e a portuguesa Sagres, sob licença da Heineken, que controla a Sociedade Central de Cervejas] tenham condições para continuar”, acrescentou.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A fábrica da Sodiba no Bom Jesus emprega 290 trabalhadores. A Sodiba foi uma das empresas da filha do ex-presidente angolano, José Eduardo dos Santos, arrestadas em dezembro de 2019, por determinação do Tribunal Provincial de Luanda.

Na altura, além da cervejeira, foi decretado o arresto preventivo de contas bancárias pessoais de Isabel dos Santos, do marido, o congolês Sindika Dokolo, e do português Mário da Silva, além de nove empresas nas quais a empresária detém participações sociais.

A Sodiba — Sociedade de Distribuição de Bebidas de Angola foi constituída em outubro de 2013 e iniciou a construção da sua fábrica, no Bom Jesus, em 2014.

A Refriango é uma empresa especializada na produção e distribuição de refrigerantes, sumos, águas, bebidas energéticas e bebidas alcoólicas, detentora de um portfólio de mais de uma dezena marcas. A empresa detém uma das maiores unidades industriais do continente africano, com 42 hectares, 28 linhas de enchimento e uma capacidade de produção de mais de 2.300 milhões de litros por ano, criando mais de 2.000 empregos diretos.