Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A possibilidade de as pessoas com menos de 50 ou 60 anos se poderem voluntariar para tomar as vacinas da Johnson & Johnson ou da AstraZeneca mediante um consentimento informado não vai avançar. Pelo menos, não neste momento, confirmou fonte oficial da task force para o Plano de Vacinação Covid-19 ao Observador. A DGS, no entanto, não respondeu às perguntas do Observador até à publicação deste artigo.

O pedido tinha sido feito pelo coordenador da task force, segundo o próprio, e incluído nas normas da Direção-Geral da Saúde (DGS) para estas duas vacinas no início de maio, mas nunca foram criadas as condições para que a medida avançasse. Primeiro porque ainda não estavam a ser vacinadas essas faixas etárias, mas agora que vão começar a ser vacinadas pessoas a partir dos 30 anos, também não.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.