A Madeira vai apostar no mercado dos Açores para promover a retoma do setor do turismo, através de uma campanha conjunta realizada pela Associação de Promoção da Madeira e a companhia aérea Sata, foi anunciado esta segunda-feira.

“Estamos muito entusiasmados com esta ação conjunta com a SATA. Uma parceria forte e que se quer duradoura neste período de recuperação do turismo”, afirma diretor executivo da Associação de Promoção da Madeira (APM), Nuno Vale, citado num comunicado.

Na mesma nota, o responsável da APM salienta que “os dois arquipélagos ficarão assim ainda mais perto este verão”.

Nuno Vale explica que vai ser efetuada “uma extensa campanha nos media açorianos, fazendo um convite para se visitar a Madeira”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Estamos prontos para receber os açorianos de braços abertos, com a calorosa hospitalidade já reconhecida da população da Madeira”, enfatiza.

Esta iniciativa já arrancou nas redes socais e aposta fortemente na componente digital, surgindo “no seguimento da aposta que vem sendo feita nas ligações entre os dois arquipélagos”, é ainda destacado na mesma informação.

O objetivo é “passar a mensagem de que a Madeira é um destino extraordinário para desfrutar de uns dias em família, numa escapadinha com amigos ou romântica, em segurança, com todo o conforto e comodidade, num cenário pitoresco e idílico”, salientam os promotores no mesmo documento.

A Madeira será divulgada nos “canais digitais da Sata, nas redes sociais, ‘newsletter’ e ‘website’, em ‘outdoors’, jornal e TV em território açoriano”, mencionam.

A SATA Azores Airlines, que assegura as ligações aéreas entre as nove ilhas do arquipélago açoriano, vai começar a “ligar os dois arquipélagos diariamente, a partir de junho”, anunciam.

Por seu turno, a diretora de Marketing e Vendas da companhia, Graça Silva, argumenta que “os dois destinos, Açores e Madeira, possuem argumentos naturalmente sedutores em qualquer altura do ano, mas neste verão tudo indica que serão ainda mais procurados, considerando a beleza e a tranquilidade que oferecem aos viajantes”.

Os dois arquipélagos estão a duas horas de viagem aérea, indicam no comunicado.