Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Calma, não vamos sugerir que entreguem um tablet às crianças de manhã e que deixem que elas fiquem hipnotizadas o dia todo. No entanto, é feriado (esta quinta-feira, 3 de junho, e na próxima, dia 10) para toda a gente, adultos e crianças, e quebrar as regras é permitido. Por isso, os garotos têm direito a ver um bocadinho mais de televisão do que era suposto, enquanto os pais ocupam o tempo com outras tarefas ou veem as respetivas produções cheias de sangue ou cenas impróprias para menores.

Reunimos dez séries de animação para entreter os miúdos, mas merecem tenat atenção que o mais certo é ver os pais colados ao ecrã, juntamente com os filhos. Há bonecos fofinhos e canções viciantes para os mais pequenos, questões do universo explicadas de forma simples para aqueles mais curiosos, sete temporadas para mergulhar no universo de “Star Wars”. E temporadas inteiras para fazer maratonas. Não é preciso procurar mais.

“A Casa de Bonecas da Gabby”

Netflix, todas as idades

Esta é para todas as idades e, apesar de ter apenas uma temporada, vai ser vista tantas vezes que até os pais vão decorar que para fazer “viscosas gostosas máscaras” é preciso abacate, limão e um toque de mel.

Gabby é uma criança que adora gatos e, por isso, todos os seus brinquedos têm esse tema. No início de cada episódio recebe uma caixa surpresa com algo que dá o tema à brincadeira do dia. Depois, transporta-se para o mundo da imaginação com o seu boneco, Pandinha. À espera deles estão Gatão, Sereigata, Bebé Cartão e Almofagata, entre outros. Há experiências, receitas, trabalhos manuais e muitas músicas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“O Elliott da Terra”

HBO e Cartoon Network, todas as idades

Elliott e a mãe encontram-se inexplicavelmente perdidos algures no universo. Há extraterrestres de todas as cores e formatos e cidades futuristas onde nunca nenhum humano tinha estado. Por lá apenas surge outra criatura teletransportada da Terra, Mo, um dinossauro. Os três são os protagonistas desta aventura.

“O Elliott da Terra” pode ser visto em formato de maratona: os 16 episódios estão disponíveis na HBO. A segunda opção é ligar o Cartoon Network aos sábados e domingos pelas 11h30. O canal começou a exibir a série a 15 de maio.

“Waffles + Mochi”

Netflix, todas as idades

Waffles e Mochi são fantoches e a sua tarefa é viajar pelo mundo para mostrar culturas e gastronomias diferentes. Cada episódio tem um ingrediente como figura principal (tomate, ovo, cogumelo, ervas aromáticas, entre outros). A partir daí, estes dois anfitriões aprendem e também ensinam quem está deste lado do ecrã a cozinhar.

“Waffles + Mochi” é dos mesmos produtores de “Chef’s Table” e “Ugly Delicious”. Além disso, tem como produtora executiva Michelle Obama, que vai surgindo ao longo dos dez capítulos disponíveis. Há ainda convidados especiais, como Mandy Moore, Zach Galifianakis ou Gaten Matarazzo (o Dustin de “Stranger Things”).

“Lu Bao Bei”

Netflix, todas as idades

É aventureira, fofinha, inteligente, tem uma imaginação sem limites e é fofinha. Já lhe dissemos que é fofinha? É tão fofinha que é difícil desviarmo-nos disso. Lu Bao Bei tem sete anos e esta é a história das suas brincadeiras, amigos (muitas vezes imaginários) e peripécias.

A produção anglo-chinesa tem 52 episódios (cada um com 11 minutos) e estão todos disponíveis na plataforma de streaming.

“Scooby-Doo e Companhia”

HBO, todas as idades

Numa onda mais revivalista e se quiser mesmo sentar-se no sofá a ver alguma coisa com os miúdos (em vez de ir soltando os “tão giro” ou “como é que eles fizeram aquilo?”, sem fazer a mínima ideia do que está a acontecer no ecrã, enquanto espreita o telefone), há para ver ou rever as aventuras de Scooby-Doo e dos amigos que se deslocam sempre numa pão de forma.

Na HBO estão disponíveis duas temporadas recentes (de 2019 e 2020), assim como vários filmes da saga.

“Pergunta aos Storybots”

Netflix, todas as idades

Cada vez as produções infantis se esforçam mais para ir além da história básica. Colocam perguntas, dão explicações simples, espicaçam a imaginação. “Pergunta aos Storybots” é um exemplo disso.

Cada episódio começa com uma pergunta. “O que é a eletricidade”, “como se constipam as pessoas”, “de onde vem o chocolate”, “como funcionam os vulcões” são apenas algumas delas. Quem responde a tudo são os Storybots, as personagens coloridas que parecem feitas de cartão e que se vão cruzando com pessoas reais e animações. Há duas temporadas (com oito capítulos cada) para ver na Netflix, além de um filme, “Natal com os Storybots”.

“Star Wars: The Clone Wars”

Disney+, maiores de seis anos

Fãs de “Star Wars”, está na hora de passar o testemunho aos vossos filhos. A infindável luta entre o bem e o mal numa galáxia muito distante dura sete temporadas — com mais de 100 episódios — e apresenta-se aqui em formato de animação. Andam por lá personagens bem conhecidas com Yoda, Anakin Skywalker ou Jar Jar Binks.

“Eu e o Universo”

Netflix, maiores de sete anos

Esta série é para os miúdos que já estão na fase das perguntas e que não se contentam apenas com bonecos coloridos e canções. “Eu e o Universo” está dividida em 13 partes, cada uma com um tema específico. No primeiro episódio, por exemplo, tudo gira em torno das redes sociais. Porque razão são estas plataformas tão viciantes? Qual o motivo para as pessoas tirarem selfies sempre nas mesmas posições?

Noutros capítulos explica-se tudo o que há para saber sobre germes, fala-se de emoções, oceanos e super-heróis. Os temas são muito variados mas estão bem explicados e são dinâmicos. Há animações que ajudam as crianças a perceber o que está a ser contado.

É possível ver tudo dobrado em português mas também existe a versão original, em inglês, com legendas.

“Escritor Fantasma”

Apple TV+, maiores de oito anos

É um reboot de uma série dos anos 90 e segue quatro amigos que tentam resolver o mistério de um fantasma que libertou personagens de ficção, que estão agora à solta no mundo real. Nestes 13 episódios já não há bonecos. É a transição para o mundo empolgante da adolescência.

“Bless the Harts”

Disney+, maiores de 12 anos

A segunda temporada chegou a Portugal a 28 de maio mas, para trás, há outros dez episódios para ver. Esta comédia é feita com animação mas destina-se a miúdos mais crescidos. A história acompanha os Harts, uma família falida que corre constantemente atrás do sonho americano, não dando valor às coisas simples da vida.

“Bless the Harts” foi criada por Emily Spivey, guionista de “Saturday Night Live” e “The Last Man on Earth”. O elenco conta com as vozes de Kristen Wiig, Maya Rudolph e Jillian Bell.