Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Ainda antes de começar a oferecer a berlina eléctrica i4 no mercado português, agendada para Fevereiro de 2022, a BMW vai começar a entregar aos seus clientes o novo SUV topo de gama a bateria, o iX.

Tem praticamente 5 metros de comprimento (4,953 m) e, ao contrário do iX3, disponibiliza exclusivamente versões com dois motores e tracção integral, oferecendo desde já duas versões que estarão disponíveis no nosso mercado em Novembro. Posteriormente, em 2022, surgirá a versão mais possante, a iX M60.

12 fotos

Os primeiros dois BMW iX a chegar ao mercado serão os xDrive40 e o xDrive50, que se complementam com o primeiro a anunciar menos potência – apesar de utilizarem os mesmos motores eléctricos, com 340 cv e 400 Nm atrás e 272 cv e 352 Nm à frente – e menos autonomia, em virtude de uma bateria com capacidade inferior.

BMW i4 promete até 590 km de autonomia e 544 cv, com preços a partir de 60.500€

O BMW iX xDrive40 monta acumuladores com uma capacidade total de 76,6 kWh (71 kWh úteis), alimentando os dois motores, que nesta versão estão limitados a 326 cv e 630 Nm. Nestas condições, o xDrive40 anuncia a capacidade de percorrer 425 km entre recargas, com a BMW a reinvindicar um consumo de 19,4 kWh/100 km, segundo a norma WLTP. Com esta bateria, que carrega com potências de até 150 kW em DC e 11 kW em AC, o iX xDrive40 anuncia 200 km/h de velocidade máxima e 6,1 segundos para ir de 0 a 100 km/h. Tudo isto com um preço de 89.150€.

6 fotos

A mais potente das duas versões de lançamento do BMW iX é o xDrive50. Os mesmos dois motores à frente e atrás passam a fornecer 523 cv e 765 Nm, sendo alimentados por uma bateria de maiores dimensões (45,5%), com uma capacidade bruta de 111,5 kWh e útil de 105,2 kWh. Este acumulador pode ser recarregado a 200 kWh em DC, ou 11 kW em AC, garantindo uma autonomia de 630 km em WLTP, um dos valores mais elevados nesta classe de veículos.

11 fotos

A maior potência explica que o BMW iX xDrive50, apesar de não ultrapassar os 200 km/h, necessite de apenas de 4,6 segundos para ir de 0-100 km/h, isto embora reivindique 2585 kg, valor elevado, talvez por não usar uma plataforma específica para eléctricos. A troca da bateria de 76,6 kWh pela maior, com 111,5 kWh, é o motivo que leva o xDrive50 a pesar mais 145 kg do que o xDrive40. O BMW iX xDrive50, que anuncia um consumo médio em WLTP de 19,8 kWh/100 km, será comercializado por 107.000€.

A BMW não divulgou as características do iX M60, a versão mais desportiva, mas fez saber que deverá extrair mais de 600 cv daquele par de motores e que terá um consumo de 21,6 kWh/100 km, não se sabendo se recorre ao mesmo pack de 111,5 kWh ou se instala outro de capacidade superior.