Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Nuno Araújo, antigo chefe de gabinete de Pedro Nuno Santos, então secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, foi, esta terça-feira, alvo de buscas por parte do Ministério Público e da Polícia Judiciária, confirmou o Observador. Suspeitas da prática de crimes de corrupção e tráfico de influências motivaram as buscas, conforme avançou a SIC Notícias.

Em reação à notícia, fonte do gabinete de Pedro Nuno Santos diz, em comunicado, que “o ministro das Infraestruturas e da Habitação é totalmente alheio à alegada prática dos atos referidos nas notícias”. E acrescenta: “Aguardaremos o desenrolar do processo judicial”.

No inquérito investigam-se factos relacionados com a celebração, por ajuste direto, de aquisição de serviços entre uma sociedade comercial e os referidos municípios e a empresa pública”, lê-se no comunicado do Ministério Público.

As 10 buscas, relacionadas com “factos suscetíveis de integrarem a prática de crimes de tráfico de influências e/ou corrupção”, decorrem “na sede de uma sociedade comercial, em Departamentos de Contratação Pública de diversos municípios, numa empresa pública de gestão de águas e em habitações nas zonas de Penafiel e Guimarães”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A sociedade adjudicatária era gerida e controlada por um sócio-gerente que exercia então funções de chefe de gabinete de Pedro Nuno Santos, agora ministro das Infraestruturas e Habitação. “O mesmo usaria a sua influência decorrente do cargo para conseguir a celebração por ajuste direto, tirando benefícios monetários através de outra sociedade comercial, que igualmente controlava”, lê-se no comunicado.

Nuno Araújo é licenciado em engenharia mecânica pela Universidade do Minho e foi chefe de gabinete do secretário de Estado Pedro Nuno Santos, entre 2015 e 2018. Já em 2020, o ministro Pedro Nuno Santos nomeou o antigo chefe de gabinete para presidente da Administração dos Portos do Douro e Leixões e Viana do Castelo (APDL), para o mandato 2020-2022. Nuno Araújo, líder do PS de Penafiel, já era vogal da administração da APDL desde março de 2018.

Atualizado: percurso do ex-chefe de gabinete e ligação a Pedro Nuno Santos
Atualizado: reação do Ministério das Infraestruturas e da Habitação