Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

José Sócrates vai ser julgado por Margarida Alves, a juíza que tem estado com o processo do “hacker” Rui Pinto, ditou o sorteio realizado esta sexta-feira. A notícia foi avançada pelo Expresso, que adianta que além desta juíza, o coletivo que ficará com o julgamento do ex-primeiro-ministro inclui também Bárbara André.

Este sorteio da parte que ainda restava da Operação Marquês foi feito depois de o juiz Ivo Rosa ter, na semana passada, assinado o despacho de encerramento da instrução do processo, ordenando o envio de todos os autos para o Juízo Central Criminal de Lisboa. É aí que irá continuar o julgamento de Sócrates e de Santos Silva por seis crimes, entre os quais branqueamento de capitais e falsificação de documentos.

Falta nomear um terceiro juiz para o coletivo, o que não aconteceu para já porque houve um magistrado que transitou para o Tribunal da Relação. Margarida Alves está com o caso de Rui Pinto desde que substituiu outro juíz, Paulo Registo, que pediu escusa relacionada com a possibilidade de a sua imparcialidade ser colocada em questão.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR