A mudança do nome do Dia de Colombo para Dia dos Povos Indígenas, adotado em várias cidades norte-americanas, não tem reunido consenso e foi isso que motivou a presença de cerca de 125 pessoas na reunião de dia 10 de junho do conselho de Educação das escolas de Randolph Township, no condado de Morris (Nova Jérsia). Mas os presentes saíram da reunião com uma surpresa maior: o fim dos nomes dos feriados no calendário escolar.

O calendário escolar, aprovado a 13 de maio, incluía o nome dos feriados e a mudança do nome do feriado que celebra a descoberta da América, para homenagear os povos que foram massacrados pelo descobridor. Assim, o Dia de Colombo, celebrado na segunda segunda-feira de outubro, passava a ser Dia dos Povos Indígenas — apesar de esta celebração já ter um dia de reconhecimento internacional, a 9 de agosto.

Na reunião de 10 de junho, no entanto, foi aprovado por unanimidade um outro calendário em que todos os nomes dos feriados foram retirados, ficando apenas identificados os dias das pausas escolares. O conselho de Educação lembra, em comunicado de imprensa, que o objetivo do calendário escolar é informar os pais sobre os dias em que as escolas estão abertas ou fechadas.

Essencialmente, é um calendário de frequência escolar, razão pela qual não sentimos a necessidade de listar todos os feriados estaduais, federais e religiosos num calendário de uma página que adotamos todos os anos”, lê-se no comunicado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A organização Italian American One Voice Coalition, que pretende salvaguardar a herança italiana no país, revoltou-se contra a mudança de nome do Dia de Colombo, aceite por alguns como sendo natural de Genova (Itália), por lhes sido retirada a possibilidade de celebrar um dia histórico importante.

O conselho de Educação contesta, dizendo que os feriados não foram cancelados, que vão continuar a ser assinalados e que as crianças vão continuar a aprender o seu significado.

As escolas ainda estarão fechadas nos dias que originalmente aprovámos e nossos filhos saberão porquê. [Os alunos] vão continuar a aprender, nas escolas, sobre esses eventos históricos importantes e sobre as pessoas por detrás deles”, afirma o conselho de Randolph Township Schools.

Entretanto, foi lançada uma petição online que pede a destituição dos membros do conselho de Educação devido à retirada dos nomes dos feriados. Outra já, lançada anteriormente, pedia que se celebrasse o Dia de Colombo e o Dia dos Povos Indígenas em datas diferentes.