Não parece fácil encontrar uma utilidade prática para um veículo de duas rodas eléctrico e a pedais, que seja capaz de se deslocar sozinho, navegar entre o trânsito e evitar obstáculos para chegar ao seu destino. Se os carros autónomos vão ver os seus custos disparar em mais de 10.000€, imagine-se o que um incremento deste tipo pode fazer numa simples bicicleta.

Mas se não nos parece que vá ser um sucesso de vendas, já se tornou um excelente exemplo tecnológico. Num velocípede com assistência eléctrica, como milhares de outros que circulam pela via pública, esta bicicleta não precisa de ciclista, pois consegue equilibrar-se sozinha, deslocar-se de um ponto para o outro e evitar carros, pessoas e qualquer outro obstáculo que lhe apareça pela frente.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O curioso veículo foi concebido por Zhi Hui Jun, um engenheiro e vlogger chinês que habita em Pequim. Jun instalou uma série de sistemas bastante complexos para que a sua bicicleta agisse como se estivesse a ser conduzida por um ser humano.

Com inúmeros sensores, giroscópios, acelerómetros, servomotores e câmaras, além de um LiDAR e um processador que deve ter uma capacidade de processamento muito razoável, a bicicleta de Jun até dá, segundo o engenheiro, para mandá-la deixar as compras a casa, enquanto se toma um café, antes de prosseguir viagem.