À semelhança do que aconteceu com “Soul – Uma Aventura com Alma” no final do ano passado, “Luca”, o mais recente filme da Pixar, vê a estreia a ser diretamente encaminhada para o serviço de streaming da Disney, o Disney+. A ausência do filme em salas não é a única consequência que a pandemia teve em “Luca”, há outra que graças às maravilhas da tecnologia atual, passa despercebida ao longo de todo o filme: as vozes. Numa conferência de imprensa realizada virtualmente, na qual o Observador esteve presente, esse é um tema que ocupa vários minutos de conversa.

Andrea Warren, produtora do filme, diz imediatamente “Esse foi um dos maiores problemas que teríamos de resolver. Envolvia enviar iPads, microfones, experimentar diversos sítios em casa onde o som pudesse ser melhor gravado. E, claro, carregar nos botões certos na altura certa. Não foi fácil, mas conseguimos fazer.” As experiências pela casa normalmente acabavam no roupeiro, como confessa Jack Dylan Grazer, que faz a voz de Alberto, que passou muito tempo enfiado no roupeiro da mãe, a sua e aos berros: “Foi um desafio como ator e humano [por causa do calor]. Aposto que os meus vizinhos estranharam a quantidade de griso que saíram da minha casa.”

“Luca”, que estreia esta sexta-feira no Disney+, é um filme de verão. Passa-se na costa italiana – com quem o realizador, Enrico Casarosa, tem muita familiaridade – e começa no mar. Luca (cuja voz é de Jacob Tremblay) é uma criatura marinha, curioso mas medroso, que passa os dias ocupado com tarefas de pastor aquático e de recoletor admirado. Num desses dias, no meio de brincadeiras, conhece Alberto, também ele outra criatura marinha, da mesma família, que depressa oferece uma revelação monstruosa a Luca: a sua espécie, quando sai da água, transforma-se em humano. Luca e Alberto fora de água são dois pré-adolescentes que estão prontos a começar o melhor verão das suas vidas.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.