O francês Sébastien Ogier (Toyota Yaris) venceu este domingo o Rali Safari, no Quénia, e aumentou a vantagem que tinha na liderança do Mundial de ralis.

O piloto da Toyota terminou esta sexta prova do campeonato com o tempo de 3:18.11,3 horas, deixando o japonês Takamoto Katsuta (Toyota Yaris) na segunda posição, a 21,8 segundos, e o estónio Ott Tänak (Hyundai i20) em terceiro, a 1.09,5 minutos.

Ogier partiu para este derradeiro dia de prova na terceira posição, mas a quebra do amortecedor direito traseiro no Hyundai i20 do anterior líder, Thierry Neuville, na primeira das cinco especiais de hoje, quando o belga tinha 57 segundos de vantagem, deixou Ogier na segunda posição e apenas com o companheiro de equipa Katsuta à sua frente.

Esta foi a terceira prova consecutiva em que a marca coreana perdeu a vitória devido a uma falha de suspensão, depois de o mesmo ter acontecido a Tänak em Portugal e na Sardenha.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ogier foi ganhando segundos ao japonês nas especiais seguintes, assumindo definitivamente o comando na penúltima especial, depois de Katsuta ter saído largo num curva, perdendo oito segundos para o gaulês.

Na ‘power stage’ final, Ogier foi apenas quarto, somando dois pontos extra para o campeonato, com Tänak a ser o mais rápido e a colher os cinco pontos.

“Foi uma experiência incrível estar aqui [após 19 anos de ausência da prova do Mundial de Ralis]. O apoio que tivemos das pessoas foi incrível”, sublinhou o atual campeão mundial.

Ogier considerou que foi “uma vitória incrível” depois dos problemas sofridos na sexta-feira, dia em que perdeu mais de dois minutos.

O gaulês deixou ainda uma palavra a Takamoto Katsuta, considerando que “fez um trabalho incrível” e que “não foi fácil apanhá-lo”.

Com estes resultados, o piloto francês soma agora 133 pontos, enquanto o britânico Elfyn Evans (Toyota Yaris), que desistiu na sexta-feira, mantém o segundo lugar, com 99 pontos. Neuville é terceiro, com 77, mais 12 do que Tänak.

Entre os construtores, a Toyota Gazoo lidera, com 273 pontos. A Hyundai é segunda, com 214.

A próxima prova é o Rali da Estónia, de 15 a 18 de julho.