O atropelamento de uma mulher grávida no início da semana numa das principais avenidas de Lisboa tem gerado revolta e indignação entre ciclistas e não só — as vigílias marcadas para a manhã deste sábado em vários pontos do país são uma prova disso. Nem sempre as condições da via são as ideais, mas há conselhos que podem ajudar a salvar vidas e para os quais nunca é demais chamar a atenção.

Ao Observador, a Associação para a Mobilidade Urbana em Bicicleta (MUBi) lembra que, em primeiro lugar, deve haver um “ambiente de sã convivência dos utilizadores dos vários meios de transporte”, sendo que “comportamentos de respeito mútuo” devem ser incentivados. Tanto os condutores como os ciclistas devem  tentar cumprir as regras do Código de Estrada e seguir alguns conselhos.

O que devem fazer os ciclistas

Antes de andar de bicicleta, a Guarda Nacional Republicana (GNR), por exemplo, recomenda que os ciclistas utilizem óculos, equipamento próprio e luvas.

Durante a operação Ano Novo estaremos também atentos à segurança dos ciclistas ????????Deixamos alguns conselhos:- Use…

Posted by GNR – Guarda Nacional Republicana on Saturday, December 30, 2017

Segundo a MUBi, é importante que os ciclistas sigam quatro grandes recomendações, que depois se desdobram em outras dicas.

  1. Que sejam visíveis
  • Circular numa parte da estrada em que seja visível para os condutores;
  • Durante o período da noite, utilizar luzes (branca e contínua à frente e luz vermelha contínua ou intermitente atrás) e refletores;
  • Em caso de a circulação acontecer num local com pouca luz, a MUBi aconselha que se utilizem roupas refletoras, como os coletes.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

2. Que sejam previsíveis

  • Tentar circular em linha reta, evitando os zigue-zagues;
  • Sinalizar manobras de mudança de direção e mudança de via;
  • Circular numa posição previsível da faixa de rodagem. Evitar circular perto do limite direito da faixa de rodagem;
  • Não andar de bicicleta pelo lado esquerdo de uma zona com carros estacionados, pois pode causar ferimentos com a abertura repentina de uma porta;
  • Evitar circular nos passeios;
  • Não entrar numa faixa de rodagem sem assegurar que tal pode ser feito em segurança.

Os condutores de velocípedes não podem: – Conduzir com as mãos fora do guiador, salvo para assinalar qualquer…

Posted by GNR – Guarda Nacional Republicana on Tuesday, April 11, 2017

3. Que sigam sempre as regras de trânsito 

  • Circular no mesmo sentido do trânsito;
  • Circular na via mais à direita na direção que se pretenda ir;
  • Obedecer aos sinais de controlo de trânsito, como os stop, semáforos, sinalização horizontal, proibição de velocípedes, etc;
  • Facilitar a ultrapassagem de outros veículos, assegurando a distância de segurança de 1 metro e meio;
  • Ceder passagem a quem tenha prioridade;
  • Posicionar corretamente antes de realizar uma mudança de direção;
  • Não utilizar o telemóvel a andar de bicicleta.

4.  Que antecipem conflitos

  • Ficar atento ao trânsito em redor;
  • Aprender técnicas de travagem;
  • Ter atenção aos cruzamentos;
  • Não assumir que é seguro circular numa ciclovia: é na mesma necessário atenção.

O que devem fazer os condutores

Os condutores têm um papel fundamental para evitar acidentes e devem, segundo a MUBi, “adotar prioritariamente medidas que reduzam o uso e a velocidade dos modos motorizados”. De acordo com a organização e com a GNR, os condutores devem:

  • Respeitar a distância de segurança de um metro e meio a fazer uma ultrapassagem;
  • Para realizar a ultrapassagem de velocípedes, o condutor deve ocupar o lado da faixa de rodagem destinado à circulação em sentido contrário ou, se existir mais que uma via de trânsito no mesmo sentido, a via de trânsito à esquerda daquela em que circula o veículo ultrapassado;

Respeite a distância de segurança, em cima da bicicleta vai uma vida! Mantenha uma distância lateral de pelo menos 1,5…

Posted by GNR – Guarda Nacional Republicana on Sunday, August 2, 2020

  • A ultrapassagem de velocípedes apenas poderá ocorrer na presença de linha longitudinal descontínua;
  • Nas zonas urbanas e junto a ciclovias, não ultrapassar o limite de velocidade imposto;
  • Dar o maior espaço possível na faixa de rodagem;
  • À noite, não utilizar as luzes de estrada mais fortes (máximos). O ciclista também pode perder a capacidade de visão;
  • Ter em consideração os ciclistas quer em rotundas, quer em cruzamentos e dar-lhes prioridade quando for necessário;

Rosa Félix, investigadora em mobilidade urbana do Instituto Superior Técnico (IST), recomenda ainda que, tendo em conta que alguns “condutores com 18 anos nunca experimentaram andar de bicicleta”, ao tirar a carta de condução, seja preciso haver “formação prática” para alertar para estes problemas. Muitos não têm “noção” dos perigos que os ciclistas enfrentam, garante.