A Cofina anunciou esta terça-feira a revogação, com efeitos imediatos, da oferta pública geral e voluntária de aquisição (OPA) das ações da Media Capital, preliminarmente anunciada em 21 de setembro em 2019 e posteriormente alterada.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Cofina anuncia “a revogação, com efeitos imediatos, da oferta pública geral e voluntária de aquisição de ações representativas do capital social do grupo Media Capital, preliminarmente anunciada em 21 de setembro de 2019 e posteriormente alterada em 24 de dezembro de 2019 e em 12 de agosto de 2020.

“A revogação da oferta tem como fundamento o lançamento, pela Pluris Investments, S.A., de oferta pública de aquisição concorrente sobre as ações representativas do capital social” da Media Capital, anunciada em 25 de novembro último, adianta a dona do Correio da Manhã.

“Na sequência da decisão de revogação da oferta, a qual foi autorizada pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários na presente data” esta “deverá ser considerada ineficaz”. Em março, a Cofina tinha informado o mercado que não renunciava ao valor dos 0,415 euros da OPA que havia lançado sobre a dona da TVI, ou seja, que desistia da operação.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A OPA obrigatória da Pluris sobre a Media Capital foi esta terça-feira registada pela CMVM e os acionistas “poderão apenas alienar” a sua participação no contexto da oferta com início na quarta-feira, de acordo com a entidade supervisora. A OPA foi preliminarmente anunciada pela Pluris, do empresário Mário Ferreira, que também é presidente do Conselho de Administração da Media Capital, em 25 de novembro do ano passado, na sequência da decisão da CMVM.

A entidade reguladora considerou, na altura, “demonstrado o exercício concertado de influência dominante” sobre a dona da TVI, entre a Prisa (que na altura detinha a empresa) e a Pluris, até a alienação total da participação do grupo espanhol em 3 de novembro último. A CMVM autorizou também que a Cofina retirasse a sua OPA sobre a Media Capital, na sequência do registo e lançamento da oferta da Pluris.