Seul 1988, Barcelona 1992, Atlanta 1996, Sydney 2000, Atenas 2004, Pequim 2008, Londres 2012, Rio de Janeiro 2016 e Tóquio 2020. 33 anos, nove Jogos Olímpicos. Este domingo, na qualificação da pistola de ar a 10 metros e com 52 anos, Nino Salukvadze tornou-se a primeira mulher a competir em nove edições olímpicas.

A atleta da Geórgia, que foi uma das porta-estandartes do país na cerimónia de abertura da passada sexta-feira, superou a canadiana Lesley Thompson-Willie, do remo, e a sueca Kerstin Palm, da esgrima, que tinham ambas oito participações em Jogos Olímpicos. Desde 1988, Nino conquistou três medalhas olímpicas entre o ouro na pistola a 25 metros e a prata na pistola de ar a 10 metros precisamente em Seul e o bronze na pistola de ar 10 metros em 2008.

Em 2016, nos Jogos do Rio, Nino Salukvadze alcançou um sonho ao participar em conjunto com o filho, Tsotne Machavariani — a primeira vez que uma mãe e um filho competiram na mesma edição olímpica. A dupla venceu a medalha de ouro nos Jogos Europeus de Minsk, em 2019, e anunciou desde logo que o próximo objetivo é subirem a um pódio olímpico em conjunto. Tsotne, contudo, não conseguiu apurar-se para Tóquio 2020.