A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) instaurou, desde o início da pandemia de Covid-19, 539 processos a 40 companhias aéreas que transportaram 7.156 passageiros para Portugal sem o devido teste de diagnóstico obrigatório, noticiou o Público.

Em 2020, foram instaurados 257 processos pela ausência de apresentação de teste negativo feito nas 72 horas anteriores ou comprovativo em como não precisaria do referido teste. Em 2021, já foram instaurados 282 processos.

Há 133 processos já concluídos. As companhias podem ser sujeitas a coimas que variam entre os 500 e os 2.000 euros por passageiro em incumprimento (ou o dobro do valor, nos casos decorridos durante o estado de emergência).

Quase 33 mil passageiros chegaram a Portugal sem teste à Covid-19

O Jornal de Notícias tinha avançado, em junho, que havia quase 33 mil passageiros sem teste obrigatório, mas os que estão em trânsito (e não saem do aeroporto) não entram nas contas dos processos.