Um homem, de 40 anos, foi detido pela GNR por suspeitas de tráfico de droga, no concelho de Estremoz (Évora), tendo os militares apreendido mais de 450 plantas de canábis, revelou esta quarta-feira a força de segurança.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o Comando Territorial de Évora da GNR indicou que o suspeito foi detido na terça-feira e é esta quarta-feira presente a tribunal para aplicação das medidas de coação. A detenção aconteceu no âmbito de diligências policiais efetuadas pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Estremoz da Guarda, após ter recebido uma denúncia.

Desmantelada rede ibérica dedicada à produção e comercialização de tabaco pela GNR

A GNR localizou duas plantações de canábis, das quais “o suspeito assumiu ser o proprietário e produtor, não possuindo qualquer tipo de autorização para o cultivo ou venda desta planta”, pode ler-se no comunicado.

“No decorrer da ação, foi possível verificar que o suspeito tinha na sua posse cerca de 124 quilos de plantas e sumidades, secas e embaladas, 24 quilos de sementes de diversas espécies de canábis e cerca de 500 embalagens” para efetuar a “separação, acondicionamento e transporte do produto”, disse a GNR. A estimativa da Guarda aponta que “o produto já preparado daria para cerca de 50.000 doses individuais, com um valor superior a 500 mil euros”.