O Tribunal de Santiago do Cacém determinou a prisão preventiva do alegado traficante de droga detido pela GNR, na terça-feira, naquele concelho alentejano, a quem foram apreendidas mais de 5.100 doses de haxixe e cocaína.

Em comunicado enviado esta sexta-feira à agência Lusa, o Comando Territorial de Setúbal da GNR revelou que o homem, de 34 anos, foi presente a tribunal na quinta-feira, que lhe aplicou a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva.

O suspeito foi detido pela Guarda em Vila Nova de Santo André, no concelho de Santiago do Cacém (Setúbal), na terça-feira, e os militares apreenderam 5.113 doses de produto estupefaciente, mais precisamente 3.508 doses de haxixe e 1.605 doses de cocaína. A detenção aconteceu na sequência de uma investigação que decorria há cerca de sete meses.

A GNR deu cumprimento a “quatro mandados de busca domiciliária que culminaram na detenção” do homem, divulgou a força de segurança.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Da apreensão, constam ainda 5.340 euros em numerário, três balanças de precisão e um telemóvel, tendo sido ainda constituída arguida uma mulher de 30 anos, “no âmbito dos mesmos ilícitos”.

Segundo a Guarda, o suspeito, com antecedentes criminais, estava “a cumprir pena de um ano e nove meses em prisão domiciliária, sujeito a pulseira eletrónica”.

A operação contou com o reforço do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Grândola e de Palmela.