Apesar de a Volkswagen já ter alguma tradição no fabrico de tractores, uma vez que a Porsche fabricou este tipo de veículos agrícolas no passado, este novo tractor é uma estreia para a grupo dirigido pelo CEO Herbert Diess. Denominado e-Trekker, foi adaptado de motor diesel para eléctrico e tem como objectivo servir os agricultores no Ruanda, permitindo-lhes incrementar a produção e torná-la mais eficiente.

Não deixa de ser estranho conceber um tractor eléctrico alimentado por bateria para trabalhar no campo de um país onde a rede de carregamento não abunda. Mas a realidade é que também o gasóleo não está disponível em todas as regiões e, muito menos, as verbas para o adquirir. Daí que a Universidade do Ruanda, em associação com o GIZ (Sociedade Alemã para a Cooperação Internacional) tenham desenvolvido o projecto Gen.Farm, que se apoia num tractor eléctrico, com baterias removíveis que se podem recarregar com a energia produzida por painéis fotovoltaicos instalados junto às zonas de trabalho.

O tractor de 2,2 toneladas foi concebido e produzido pelo Departamento de Inovação da Volkswagen na Alemanha, em colaboração com a filial na África do Sul, mas desenvolvido no Ruanda. Monta um motor eléctrico com 27 cv, alimentado por bateria com uma capacidade de 32 kWh, sendo que as actuais células de iões de lítio irão ser substituídas por outras de lítio fosfato de ferro, menos eficiente do ponto de vista densidade energética, mas mais robustas, mais baratas e menos dadas a incendiar-se devido a maus-tratos.

O e-Trekker vai agora rodar pelos pequenos agricultores da região, que poderão recorrer a esta ferramenta sem ter de lidar com os custos do combustível, uma vez que o projecto é suportado pelo GIZ e pela VW e entregue chave na mão. A iniciativa Gen.Farm visa alargar o parque de máquinas para trabalhar a terra, todas elas eléctricas e disponíveis para serem alugadas à hora. O e-Trekker foi testado e aprovado pelo CEO do Grupo Volkswagen, Herbert Diess.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR