319kWh poupados com o
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo MEO

Veja as melhores ofertas de telecomunicações aqui.

Mortes e novos casos por Covid-19 voltam a aumentar. Houve quatro óbitos entre os 40 e os 59 anos

Ao contrário de boletim da passada segunda-feira, esta terça-feira a DGS reporta um aumento de casos e de mortes por Covid-19, ao contrário do número de internamentos, que reduziu em 24 horas.

Uma enfermeira mostra indicações numa folha a uma médica dentro de um quarto de pacientes em isolamento devido à Covid-19, na Enfermaria de isolamento do Hospital Garcia de Orta, em Almada, 21 de julho de 2021. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA (ACOMPANHA TEXTO DE 24/07/2021)
i

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

O boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS) revela que o número de mortes por Covid-19 voltou a subir, sendo que, retirando o dia 24 de julho que registou 20 mortes, é preciso recuar a março para ter um número de óbitos tão elevado.

Dez mortes — mais de metade das que ocorreram no país nas últimas 24 horas  — registaram-se na região de Lisboa e Vale do Tejo, seguido do Norte com cinco óbitos, dois no Centro, um no Alentejo e um no Algarve.

Entre os óbitos estão um homem e uma mulher na faixa etária entre os 40 e os 49 anos e duas mulheres entre os 50 e os 59 anos. Na faixa etária entre os 60 e 69 morreram dois homens e houve mais um óbito do género masculino entre os 70 e os 79 anos. A maioria das mortes, mais precisamente 12, aconteceu na faixa com mais de 80 anos.

No caso das infeções, que até ontem estavam a descer há cinco dias consecutivos, volta a haver uma subida, ao serem reportados 2076 novos contágios por Covid-19 nas últimas 24 horas. Em Lisboa somaram-se mais 799 novas infeções e no Porto mais 720 infetados. Segue-se a zona Centro com um aumento de 274 casos, 121 no Alentejo, 120 no Algarve, 19 nos Açores e 23 na Madeira

Por outro lado, há menos 23 doentes com o novo coronavírus internados em enfermaria, sendo que se mantêm nestas unidades 945 pessoas. Este indicador já não descida há dois dias. Nos cuidados intensivos está mais um doente internado relativamente ao boletim de segunda-feira, o que se traduz em 204 pessoas internadas em UCI em todo o território nacional.

A página está a demorar muito tempo.