315kWh poupados com o
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo MEO

Veja as melhores ofertas de telecomunicações aqui.

Boletim DGS. Taxa de incidência e R(t) em queda desde 12 de julho

Desde 12 de julho que os valores da matriz de risco estão a descer. A nível nacional, a incidência encontra-se agora nos 376,9 casos por cada 100 mil habitantes e o R(t) nos 0,92.

Desde o início da pandemia foram confirmados 977.406 casos de Covid-19 e 17.412 óbitos devido à doença em Portugal
i

Desde o início da pandemia foram confirmados 977.406 casos de Covid-19 e 17.412 óbitos devido à doença em Portugal

Corbis via Getty Images

Desde o início da pandemia foram confirmados 977.406 casos de Covid-19 e 17.412 óbitos devido à doença em Portugal

Corbis via Getty Images

Os valores da matriz de risco voltaram a descer esta quarta-feira. De acordo com o mais recente boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), a nível nacional, a taxa de incidência encontra-se agora nos 376,9 casos por cada 100 mil habitantes e o índice de transmissibilidade ou R(t) nos 0,92. Nesta segunda-feira, quando foi feita a última atualização, encontravam-se nos 394,6 e 0,94, respetivamente.

Desde 12 de julho que estes medidores se encontram em queda, tendo mantido uma descida consistente desde essa data, o que também se aplica aos valores continentais: de acordo com a DGS, em Portugal continental, a incidência é 384,5 e o R(t) 0,92. Na matriz de risco, Portugal encontra-se na zona laranja (ainda não está fora de perigo), como mostra o gráfico abaixo:

Relativamente aos números globais da pandemia, nas últimas 24 horas, foram confirmadas 15 mortes por Covid-19, número que é inferior ao do dia anterior, quando foram comunicados 19 óbitos. Já os casos sofreram uma subida: esta quarta-feira, foram comunicados 3.203 novos casos, mais 1.127 do que na terça. Desde o início da pandemia foram confirmados 977.406 casos de Covid-19 e 17.412 óbitos devido à doença.

Os casos ativos desceram para 47.374 (menos 102 do que esta terça-feira), assim como os contactos em vigilância, que são agora 70.309.

Internamentos voltam a baixar. Número de doentes em UCI mantém-se igual a terça-feira

Os internamentos voltaram também a descer. Depois da queda registada no dia anterior (menos 23 doentes), esta quarta-feira a DGS comunicou que houve 26 doentes com Covid-19 que saíram dos hospitais portugueses. Atualmente, existem 919 pessoas internadas em enfermarias e 204 em unidades de cuidados intensivos (UCI). No caso destas, últimas não se registou qualquer aumento ou descida, mantendo-se o número anterior.

Foram ainda dados como recuperados 3.290 doentes com Covid-19, num total de 912.620 desde o início da pandemia.

Norte com mais mortes. Lisboa e Vale do Tejo tem maior número de casos

Sete dos 15 óbitos por Covid-19 comunicados esta quarta-feira foram registados no Norte do país e cinco em Lisboa e Vale do Tejo. Duas mortes ocorreram no Centro e uma no Algarve. Alentejo, Açores e Madeira não tiveram mortes a registar.

Foi, no entanto, em Lisboa e Vale do Tejo que se registou o número mais elevado de casos. Nesta região, foram confirmadas 1.262 novas infeções pelo novo coronavírus, enquanto no Norte foram 1.035. No Centro, foram 356 casos; no Algarve, 297; e no Alentejo, 138.

Açores e Madeira contam com mais 64 e 51 casos, respetivamente.

Mais de metade das vítimas mortais tinham 80 ou mais anos

Das 15 vítimas mortais registadas nas últimas 24 horas, 11 tinham 80 ou mais anos. Dessas, sete eram homens e quatro eram mulheres. Três pertenciam à faixa dos 70-79 anos (dois homens e duas mulheres) e uma à dos 6o-69 (um homem).

De acordo com os dados compilados pela DGS, até ao momento morreram mais homens (9.140) do que mulheres (8.272) em Portugal devido à Covid-19.

A página está a demorar muito tempo.