4,64 segundos. Foi exactamente esta diferença de tempo que permitiu apurar um novo recordista no circuito de Nürburgring, na categoria dos desportivos compactos, categoria que até aqui não existia, pois o que importava eram os desportivos com tracção à frente. Segundo a Audi, o recorde que até agora era pertença do Mégane RS Trophy-R, escapou das mãos da Renault e passou para as da Audi. A marca de Ingolstadt levou lá a nova geração do RS 3, na carroçaria berlina e ainda camuflado, pois a prova foi realizada em Junho, antes da revelação do modelo, e conseguiu fazer a melhor volta no traçado de 20,832 km de extensão em 7 minutos e 40,748 segundos.

Com este tempo, bateu o recorde estabelecido pelo Mégane em 2019, que rodou em 7.40.100, marca essa que foi “promovida” para 7.45.389, depois de o circuito alemão ter actualizado todos os resultados por ter adicionado cerca de 200 metros ao traçado, o que não foi pacífico, conforme aqui relatámos.

Mercedes está irritada com o recorde da Porsche

Ainda assim, o tempo de 7 minutos e 45,389 segundos do Mégane RS Trophy-R não deixa de continuar a impressionar pela eficácia e a manter a liderança dos franceses entre os desportivos de tracção dianteira, à frente do Honda Civic Type-R e do Volkswagen Golf GTI Clubsport S, os anteriores detentores do título.

7 fotos

Mas, considerando o segmento dos desportivos compactos, o novo recordista passa a ser o topo de gama do A3, que usufrui de tracção integral e conta pela primeira vez com um sistema de distribuição de binário no eixo traseiro, para optimizar simultaneamente a agilidade e a estabilidade – essencial quando o que se pretende é ancorar a reputação na performance. Sob o capot encontra-se o cinco cilindros em linha 2.5 TFSI, com 400 cv e 500 Nm, mais potente do que nunca, o que permite ao RS 3 ir de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos e atingir 290 km/h de velocidade máxima quando equipado com o pack RS dynamic plus, que inclui suspensão adaptativa e travões cerâmicos. Sem este pacote, o velocímetro fica limitado aos 250 km/h.

O recorde agora estabelecido pela marca dos quatro anéis foi alcançado entregando o volante do RS 3 ao piloto da Audi Sport Frank Stippler que, antes da tentativa, só teve de calibrar a pressão dos pneus (uns semi-slicks Pirelli P Zero Trofeo R, opcionais no modelo). De resto, como é suposto, o sedan RS 3 recordista é um carro de série, contando apenas com as alterações habituais para este tipo de prova, do roll-bar aos bancos de competição, sem esquecer os cintos de segurança de quatro pontos e as câmaras para registar a proeza. Veja como aconteceu:

A Audi já abriu as encomendas na Europa para o RS 3, que é proposto na Alemanha por valores que se iniciam 60.000€ do Sportback, enquanto o preço-base da berlina está fixado em 62.000€. Segundo a marca, o desportivo compacto chegará ao mercado este Outono.