O executivo madeirense anunciou esta quinta-feira um apoio de 1,2 milhões de euros à ACAPORAMA — associação das casas do povo da região autónoma — para a realização do projeto ‘Inclusão Digital’, que visa atribuir equipamentos informáticos a famílias carenciadas.

O governo, de coligação PSD/CDS-PP, sublinha que o apoio será canalizado para agregados familiares mais carenciados e alunos que não possuem capacidades económicas para adquirir computadores e serviços informáticos, considerando que se tornaram indispensáveis face à pandemia de Covid-19.

Na reunião desta qunta-feira do Conselho do Governo Regional, foi também autorizado a um contrato-programa com a ASA — Associação para o Desenvolvimento da Freguesia de Santo António, no valor de 68 mil euros, para assegurar a prossecução de um projeto denominado “Ao Encontro da Natureza”.

Este projeto está direcionado para a população idosa e visa combater o isolamento social decorrente da pandemia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O executivo, liderado pelo social-democrata Miguel Albuquerque, decidiu também conceder um apoio de 20 mil euros a duas associações de criadores de gado, sediadas na Ponta do Sol (zona oeste) e no Porto Moniz (costa norte), indicando que se destina à realização de atividades no ano de 2021.

Por outro lado, prorrogou por um ano, a contar de 19 de agosto, a suspensão parcial do PUA – Plano de Urbanização do Amparo, no Funchal, bem como a suspensão parcial do Plano Diretor Municipal do Funchal, a partir de 27 de agosto.