A Guarda Nacional Republicana (GNR) desmantelou na quarta-feira um esquema de burlas na Chamusca, no distrito de Santarém, e apreendeu material diverso, e um homem foi constituído arguido, informou esta sexta-feira aquela força de segurança.

Em comunicado, a GNR refere que, na sequência de uma investigação por burlas e furtos em estabelecimentos comerciais nos concelhos da Chamusca e de Ponte de Sor (Portalegre), que teve a duração de duas semanas, os militares apuraram que o suspeito de 26 anos enganava as vítimas através da emissão de cheques furtados com assinaturas falsas, solicitando que lhe entregassem a quantia em dinheiro.

“Foi possível apurar-se que realizava também diversas compras em estabelecimentos comerciais com cheques de elevadas quantias, solicitando o remanescente em monetário”, adianta a GNR.

No âmbito da investigação, a GNR realizou três buscas, uma domiciliária e duas em veículo, tendo sido apreendidos um cofre, seis cheques bancários, diverso mobiliário, uma televisão, três telemóveis, faturas e documentos bancários. O suspeito foi constituído arguido e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Entroncamento, no distrito de Santarém.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR