Obrigado por ser nosso assinante. Beneficie de uma navegação sem publicidade intrusiva.

A letra M designa as versões mais desportivas dos modelos da BMW, sejam de duas ou quatro rodas. A marca alemã lançou há cerca de um ano dois modelos que exibem esta letra, pelo que achou chegada a altura ideal de recordar algumas das suas habilidades. Mais potentes, mais leves e com um chassi, suspensões e travões mais bem adaptados a uma condução desportiva, quase acrobática, não é fácil decidir, entre o BMW M3 e a BMW M 1000RR, qual se sente mais à vontade a realizar derrapagens controladas.

O M3 é um modelo familiar, com espaço no habitáculo e mala, mas ao qual não falta uma regulação do chassi que desafia a sua utilização em pista, ou pelo menos numa estrada sinuosa. O motor 3.0 com seis cilindros em linha e soprado por dois turbocompressores é proposto em duas versões, uma com 480 cv e uma segunda, denominada Competition, com 510 cv. Este último pode ser conduzido com tracção traseira ou integral, sendo que esta última inclui a função drift.

A M 1000RR é a moto mais desportiva da BMW, assumindo-se como uma evolução da S 1000 RR de 2020. Algumas alterações no motor permitiram elevar a potência, para a adopção de fibra de carbono na carenagem e nas alhetas aerodinâmicas terem conseguido reduzir o peso. Se este último caiu para 192 kg, a potência subiu para 212 cv, com o ganho em cavalos e binário a sentir-se entre as 6000 e as 15.100 rpm.

Ambos os veículos da BMW M são extremamente potentes e rápidos, mas em aceleração é quase impossível ao M3 defender-se da M 1000RR, que possui uma relação peso/potência de 1,26 kg/cv (já somando ao peso da moto o do condutor), contra 3,54 kg/cv do desportivo de quatro portas. E é bom que não nos deixemos enganar pela proximidade entre ambos no arranque de 0-100 km/h (3,1 segundos para a moto e 3,9 para o carro), pois a menor quantidade de borracha não facilita a vida à RR. Mas depois de começar a andar, não há forma de o M3 se aproximar, tanto mais que não ultrapassa os 290 km/h (ou 250, caso não possua o M Drivers Pack) e à mais recente criação da BMW Motorrad só lhe falta o ar a 305 km/h.

Na arte do drift, ou nas derrapagens de forma controlada, ambos os modelos são capazes de garantir grande diversão, como pode ver no vídeo em baixo, apesar da moto exigir maior perícia, por possuir menos duas rodas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR