A ilha cabo-verdiana do Sal vai acolher de 13 a 17 de setembro a 9.ª edição da Conferência para o Clima e Desenvolvimento em África (CCDA), conforme acordo assinado esta sexta-feira entre o Governo e a UNECA.

“A realização da IX Conferência para o Clima e Desenvolvimento em África no nosso país é a manifestação de enorme confiança em Cabo Verde e no Governo deste país”, salientou o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, no dia da assinatura com a Comissão Económica das Nações Unidas para a África (UNECA) do acordo para o país acolher o evento.

O acordo foi rubricado pelo diretor nacional de Assuntos Políticos, Económicos e Culturais de Cabo Verde, Júlio Morais, pelo diretor nacional do Planeamento, Gilson Pina, e pelo diretor de Tecnologia, Mudanças Climáticas e Divisão de Gestão de Recursos Naturais da UNECA, Jean-Paul Adam.

É igualmente, e sobretudo, o reconhecimento daquilo que se está a fazer, mormente quanto à estratégia de se colocar o clima e o desenvolvimento sustentável no centro das políticas públicas cabo-verdianas”, prosseguiu Olavo Correia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A conferência vai reunir mais de mil participantes em formato híbrido, virtual e presencial, organizado conjuntamente pelo Governo, a UNECA, a Comissão da União Africana e o Banco Africano de Desenvolvimento, no quadro do Programa Clim-Dev (Clima e Desenvolvimento).

A CCDA facilitará as reuniões de preparação da posição de África para a 23.ª Conferência das Partes (COP), da Convenção Quadro das Nações Unidas para as Mudanças Climáticas, através do Grupo Africano de Negociadores (AGN).