O Festival de Veneza continua a projetar os filmes mais aguardados da próxima temporada, mas à parte das atenções cinematográficas estão as da moda, com um sem-número de celebridades a pisarem a passadeira vermelha do certame e a deixarem os olhos postos nos modelitos escolhidos. Ao longo dos últimos dias, três nomes saltaram à vista dos fotógrafos e dos que apreciam uma boa escolha de indumentária: Kristen Stewart, Zendaya e Anya Taylor-Joy.

Depois de uma noite de abertura mais tímida, com Penélope Cruz a dar o ar da sua graça e as musas Armani — onde se incluía Sara Sampaio — a deixarem a passadeira vermelha mais glamorosa, nos dias seguintes mais nomes internacionais chegaram a Veneza para verem os seus filmes ser apresentados naquele que é o festival de cinema mais antigo do mundo. Das atrizes mais esperadas no festival, estiveram de facto os nomes de Kristen, Zendaya e Anya, pelos respetivos filmes em que são protagonistas.

Cortes clássicos, uma explosão de cor e lantejoulas numa abertura tímida do Festival de Veneza

Stewart, embaixadora de longa data da Chanel, usou vários visuais da casa de luxo nas suas aparições no festival, e nenhuma delas desiludiu. Começou com um macacão preto da coleção Métiers d’Art 2020 da Chanel, e mais tarde mudou para um vestido e calças de cetim com um corte de renda da recente coleção de alta costura Chanel Outono 2021 para a estreia de “Spencer”, a biopic de Pablo Larraín onde a atriz interpreta Diana, a princesa de Gales, e que teve direito a uma ovação de três minutos dentro da sala.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Por mais ansiosos que estivessem os fãs de Timothée Chalamet, que chegou num belo conjunto de Haider Ackermann de calças e camisola pretas com missangas brilhantes, foi Zendaya que acabou por roubar o momento em que os dois, que co-protagonizam “Dune” de Denis Villeneuve, posaram juntos. Não é surpresa que a atriz de “Euphoria” acabe sempre entre as mais bem vestidas de qualquer evento onde decida pôr os pés, e desta vez Zendaya conseguiu surpreender todos com o seu vestido Balmain, uma segunda pele que lhe assentou que nem uma luva.

A Balmain explicou que o vestido foi feito por medida usando um modelo exato da silhueta de Zendaya, que acabou a complementar o look com joias exuberantes verde esmeralda da Bulgari. Zendaya apareceu também com um vestido-camisa branco Valentino, comprido e com racha lateral com um laço rosa choque — por cima um blazer oversized preto.

No fim de semana foi a vez de Anya Taylor-Joy — conhecida por ter interpretado recentemente Beth Harmon em “Queen’s Gambit” — que apostou as fichas todas na cor.

Primeiro chegou de barco para a conferência de imprensa num vestido e kimono acetinados com flores da Rodarte. Depois veio o vestido curto de saiote volumoso de Dice Kayek em laranja forte. Mas na passadeira vermelha, Anya decidiu canalizar a imagem vintage da boneca Barbie e desfilar um modelito rosa acetinado da Dior Haute Couture com uma boina a condizer e joias da Tiffany & Co., na apresentação do seu filme “Last Night in Soho”, de Edgar Wright.

Uma pequena nota à navegação: Zendaya e Anya Taylor-Joy gozam o prato de ter o mesmo stylist, Law Roach — talvez o segredo para brilhar na passadeira vermelha esteja à vista de todos.

No festival nestes dias desfilaram também os irmãos Gyllenhaal, a propósito da estreia de Maggie enquanto realizadora com o filme “The Lost Daughter” — o irmão Jake Gyllenhaal apareceu todo de branco num fato Valentino para apoiar Maggie, que usou um vestido preto com mangas em balão brancas da Prada. E para promover o mesmo filme, estiveram também Olivia Colman em Armani Privé e Dakota Johnson que apareceu elegante em Gucci, num vestido de franjas adornado por pedras de lágrima.