A Hyundai continua a apostar na sua estratégia eléctrica, que acelerou após a criação da submarca Ioniq, dedicada a modelos alimentados exclusivamente a bateria. Durante o Salão de Munique, o construtor sul-coreano divulgou uma foto em que aparecia a gama Ioniq, onde era possível ver os já conhecidos Ioniq 5 e Ioniq 6, com a novidade a ser o Ioniq 7, um SUV de dimensões generosas.

O anúncio decorreu durante uma conferência em que a Hyundai se comprometeu a atingir a neutralidade carbónica até 2045. Mas a atenção de todos os presentes recaiu na gama imediata da Ioniq, especialmente no SUV, que a Hyundai admitiu lançar no mercado em 2024.

O Ioniq 7 será assim o terceiro elemento da família de veículos eléctricos, que iniciará o período de vendas depois do Ioniq 5, lançado em 2021, e do Ioniq 6, uma berlina da gama média alta mais comprida do que Ioniq 5 que chegará ao mercado em 2022. Os três modelos eléctricos têm como objectivo serem comercializados nos principais mercados mundiais para este tipo de motorização, respectivamente a Europa, a China e os EUA.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O SUV eléctrico será o mais comprido da gama Ioniq, como o 7 parece indicar, pelo menos face à berlina (6) e ao crossover (5). A plataforma será a mesma que é utilizada pelos seus irmãos, a E-GMP, mas com maior distância entre eixos no SUV. Isto permite alojar um pack de baterias com 100 kWh de capacidade e, tão importante quanto isso, conceber um habitáculo com configurações para seis ou sete ocupantes. A transmissão poderá ser 4×2 ou 4×4, com esta a recorrer a dois motores e um total de 313 cv.