Tudo não passou de um susto e a história até teve um final feliz, com a steward atingida na cabeça com um remate de Cristiano Ronaldo durante o aquecimento do jogo entre o Manchester United e o Young Boys, na Suíça, a receber uma camisola do jogador português. No entanto, a história entre Ronaldo e Marisa Nobile começou sete anos antes, e não começou da melhor forma.

Em entrevista à Globo, a steward brasileira, que vive na Suíça, conta que teve o primeiro contacto com Cristiano Ronaldo em 2014, durante um jogo entre o Basileia e o Real Madrid, numa altura em que o internacional português ainda jogava pelo clube madrileno.

No final desse jogo, segundo Marisa Nobile, Cristiano Ronaldo quis ficar mais um bocado no estádio a fazer exercícios físicos. Quando recebeu uma resposta negativa, o jogador português terá mandado a mulher “para aquele lugar”. “Até ontem (terça-feira), eu não gostava do Cristiano Ronaldo”, admitiu a steward brasileira em entrevista à Globo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Sente muito a cabeça a rodar? Veja se consegue sentar-se”: como Ronaldo ajudou em português a steward atingida com uma bolada

Passados sete anos deste episódio, quis o destino que a segurança brasileira e o jogador português se voltassem a encontrar num estádio. E quando ainda decorria o aquecimento, eis que Marisa Nobile é atingida na cabeça com uma remate do internacional português, que rapidamente saltou as placas de publicidade para ver se estava tudo bem com a mulher e para a ajudar.

“Ele estava segurando a minha mão, fazendo carinho no meu rosto, perguntando: ‘Você está bem, você está bem?’”, recorda a steward, que confessa que agora é a “Ronaldete número 1!”

Ronaldo atingiu steward no aquecimento, saltou a publicidade para ir ver como estava e foi dar a camisola no final do jogo

Enquanto conversaram, relata Marisa Nobile, a steward disse ser fã do jogador do Manchester United, que prometeu que, no final do jogo, lhe iria entregar a camisola, com um autógrafo. “Suada?” questionou Nobile. “Suada”, respondeu Ronaldo. E assim foi.

Para o jogador português e para o Manchester United, contudo, a passagem pela Suíça não foi tão feliz, uma vez que o clube inglês perdeu por 2-1 com o Young Boys no primeiro jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Começou com um recorde, igualou outro recorde, aumentou mais um recorde: Ronaldo ainda é um Young Boy(s) mas não chega para tudo