O candidato do Chega à Câmara Municipal de Ponta Delgada, Luís Franco, defendeu esta quinta-feira a requalificação das zonas balneares do concelho, alertando que existem espaços que estão “completamente ao abandono” nas freguesias do município açoriano.

Em declarações à agência Lusa, Luís Franco defendeu que a requalificação daqueles espaços ajudaria a que não existisse “tanto aglomerado de pessoas em certas zonas balneares”.

“Temos muita gente a juntar-se em certas zonas balneares e existem mais zonas balneares que deviam ser melhoradas ou requalificadas e que estão deixadas ao abandono. Assim, sendo requalificadas essas zonas, havia mais dispersão das pessoas”, declarou.

O candidato referiu o caso das zonas balneares do lado ocidental do concelho, dando o exemplo dos espaços nas freguesias das Feteiras, dos Mosteiros, de Santo António e na zona da Ferraria.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Não faltam condições na nossa ilha de São Miguel e no nosso concelho. As piscinas das Feteiras e o porto de Santo António são exemplo disso. São duas zonas de excelência balnear e estão completamente ao abandono. Não têm mesmo condições nenhumas”, afirmou.

Luís Franco salientou que a requalificação daqueles espaços seria “uma mais-valia” para os residentes naquelas freguesias rurais de Ponta Delgada.

O candidato disse ainda que a intervenção nas zonas balneares seria uma forma de “expandir o turismo” por todo o concelho.

São candidatos à Câmara de Ponta Delgada Pedro Nascimento Cabral (PSD), André Viveiros (PS), Vera Pires (BE), Luís Miguel Quental (IL), Luís Franco (Chega), Rui Teixeira (CDU) e Dinarte Pimentel (PAN).

O município é composto por 24 freguesias: Ajuda da Bretanha, Arrifes, Candelária, Capelas, Covoada, Fajã de Baixo, Fajã de Cima, Fenais da Luz, Feteiras, Ginetes, Livramento, Mosteiros, Pilar da Bretanha, Relva, Remédios, Santa Bárbara, Santa Clara, Santo António, São José, São Pedro, São Roque, São Sebastião, São Vicente Ferreira e Sete Cidades.

Nas eleições autárquicas de 2017, o PSD venceu a Câmara de Ponta Delgada com 51,28%, alcançando cinco mandatos, sendo que os outros quatro mandatos foram conquistados pelo PS (39,11%). O BE teve 1,06%, o PAN 1,80%, a CDU 1,05% e a coligação CDS-PP/PPM 0,95%.

Em 11 eleições autárquicas livres, o PSD presidiu quase sempre à Câmara de Ponta Delgada, com exceção do mandato 1989-1993.

As eleições autárquicas estão marcadas para 26 de setembro.