Os candidatos do Iniciativa Liberal à Câmara de Aveiro nas eleições autárquicas do dia 26 foram este sábado ao Mercado Manuel Firmino para, junto de comerciantes e consumidores, apelar ao voto no partido pela “desburocratização” e “transparência”.

Miguel Gomes, cabeça de lista do IL à Câmara de Aveiro, entrou nas várias lojas com os panfletos do partido, dizendo que é preciso votar Liberal para combater a burocracia e pugnar pela transparência.

“É preciso desburocratizar a Câmara. Muitas pessoas aqui no Mercado sabem a dificuldade que tiveram para ter aqui uma loja, porque as concessões das lojas têm burocracia a mais”, repetiu o candidato, de loja em loja.

No mercado mais antigo da cidade, o cabeça de lista da IL dirigiu-se também às bancas de venda de hortaliça, onde mais uma vez defendeu a desburocratização com os mesmos argumentos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Com poucas bandeiras, a comitiva tinha alguma dificuldade em se fazer notar no Mercado, por onde andava também a coligação “Viva Aveiro” (PS/PAN) com mais gente e mais meios, a CDU e ainda a candidatura da “Aliança com Aveiro” (PSD/CDS/PPM), com megafone no exterior.

“Deviam ter trazido um tambor para chamar a atenção”, disse um popular ao ser abordado por Miguel Gomes que procurou ouvir sugestões para dinamizar aquele mercado tradicional.

“Sabem bem o quanto é difícil arrematar das bancas, e defendemos maior transparência no município, a todos os níveis e também nos processos de concessão das licenças e de atribuição das bancas”, comentou mais à frente, no diálogo possível com os comerciantes.

Miguel Gomes, acompanhado da comitiva, foi também abordando consumidores enquanto estes faziam as suas compras: “Somos pela redução da carga fiscal que diminui o poder de compra”.

“Oh senhor, o panfleto tem umas letras tão pequenas que assim é difícil ler”, queixou-se um deles, quando recebeu o panfleto que era dado só a quem respondia afirmativamente à pergunta se votava em Aveiro, não fosse ser turista.

Prometeu lutar para baixar taxas e impostos, porque “sobra menos dinheiro às pessoas para comprar comida, ou pelo menos para comprar a comida que queriam”, disse.

Lá foi explicando a quem o queria ouvir que o IL defende a descida do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a devolução da parte municipal do IRS às pessoas.

O candidato à presidência da Câmara de Aveiro, que é também coordenador do núcleo de Aveiro do partido, disse à Lusa que defende também a “isenção da derrama para as empresas afetadas pela pandemia”.

São cabeças de lista à Câmara de Aveiro Manuel Sousa pela coligação “Viva Aveiro” (PS/PAN), Ribau Esteves pela coligação “Aliança com Aveiro” (PSD/CDS-PP/PPM), Nelson Peralta (BE), Miguel Viegas pela CDU (PCP/PEV), Cândido Oliveira (CHEGA), Miguel Gomes (Iniciativa Liberal), Paulo Alves (Nós, cidadãos!) e João Pinto (PCTP/MRPP).