A Unidade de Ação Fiscal da GNR apreendeu meia tonelada de folha de tabaco na Maia, no distrito do Porto, quantidade que daria para produzir mais de 500 mil cigarros, anunciou, esta terça-feira, aquela força de segurança.

Em comunicado, a GNR refere que a folha de tabaco se encontrava dentro de um armazém “não autorizado e sem controlo aduaneiro”.

A apreensão decorreu no âmbito de “uma investigação direcionada para o controlo da circulação de mercadorias” e na sequência de uma busca não domiciliária.

Contactada pela Lusa, fonte da GNR afirmou que o tabaco seria para “consumo no país”, estando ainda a ser investigada a origem da folha.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Caso tivesse sido introduzido no consumo através dos circuitos comerciais marginais, o tabaco apreendido teria causado um prejuízo ao Estado, em sede de Imposto Especial sobre o Consumo do Tabaco (IT), de aproximadamente 86.000 euros“, acrescenta a GNR.

O suspeito, de 34 anos, foi constituído arguido e sujeito a termo de identidade e residência, conclui a GNR.