Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os dançarinos profissionais do “Strictly Come Dancing” da BBC (um programa de televisão britânico, com celebridades acompanhadas de parceiros, que são dançarinos profissionais) devem tomar as suas vacinas contra a Covid-19, disse Boris Johnson, de acordo com o The Independent.

Dois dançarinos profissionais do programa que faz sucesso no Reino Unido recusam-se a ser vacinados contra o coronavírus, causando complicações antes do retorno do programa, com celebridades que se dizem infelizes por fazerem par com eles. Contudo, a BBC não quer cancelar o programa.

Numa entrevista em Nova Iorque, Boris Johnson foi questionado sobre que mensagem ele enviaria aos dançarinos que resistem à vacinação.

“Todos deveriam tomar as vacinas e eu estou a dizer isto, não de uma forma agressiva e intimidadora, mas apenas porque acho que é uma ótima coisa a fazer-se”, respondeu o primeiro-ministro inglês.

“Strictly Come Dancing” começou no sábado com um programa de lançamento pré-gravado, que revelou com qual dançarino profissional cada celebridade irá dançar, antes da estreia ao vivo, no dia 25 de setembro.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR