Obrigado por ser nosso assinante. Não se esqueça de subscrever a nossa Newsletter exclusiva dos bastidores.

Sea Salt Collective

Rua das Silvas 2, Ericeira. 25 e 26 de setembro 12h às 23h. 2€.

Para compras junto ao mar: o hotel You and the Sea, na Ericeira, volta a receber este sábado e domingo a iniciativa Sea Salt Collective, uma montra de produtos e marcas portuguesas, com direito a workshops, comida, cocktails e cinema ao ar livre. À venda estão produtos naturais da Raw Care Studio, pão de fermentação lenta da Monja, ilustrações de Isabelle Vandeplassche ou chapéus portugueses da AVO. A programação contempla também uma série de workshops, onde se pode aprender técnicas de fermentação natural, ilustração ou até a andar de skate. O evento termina no domingo com uma sessão de cinema ao ar livre com a projeção das curtas-metragens Soma e Fail, de Eduardo Vento, (a segunda com Alan Watts) e Connection, de Jan Zurek. Nas pausas entre as compras e atividades, há comes e bebes preparados pelo restaurante do hotel, o Jangada.

São várias as marcas portuguesas que montam o mercado no La Barraque, jardim do You and The Sea ©DR

Novas exposições no Museu Calouste Gulbenkian

Avenida de Berna, 45A. Inauguração 24 de setembro. Quarta a segunda 10h às 18h.

Para ir ao museu de novo: a rentrée no Museu Calouste Gulbenkian faz-se em dose dupla com a inauguração esta sexta-feira de duas exposições: “Visões de Dante. O inferno segundo Botticelli” (até 29 de novembro) e “Fernão Cruz. Morder o pó” (até 17 de janeiro 2022). A primeira celebra os 700 anos da morte de Dante Alighieri e parte de dois  desenhos de Sandro Botticelli alusivos a dois Cantos de “A Divina Comédia”. A mostra apresenta assim várias edições desta obra ímpar da literatura mundial, comentadas por figuras como Boccaccio ou Iacopo della Lana, vindas da Biblioteca Apostólica Vaticana, bem como edições de outras coleções institucionais e privadas, como é o caso de  Auguste Rodin, René Lalique ou Rui Chafes. Já “Fernão Cruz. Morder o pó”, patente na galeria de exposições temporárias, foi pensada de raiz para a Gulbenkian e mostra três dezenas de obras inéditas: 10 telas pintadas a óleo e a resina alquídica, e 20 esculturas, sobretudo em bronze, instaladas em dois espaços distintos separados por um corredor escuro que o visitante é convidado a percorrer depois de transpor uma porta-pintura entreaberta.

Desenho a ponta de prata e chumbo de Sandro Botticelli ©2021, Biblioteca Apostólica Vaticana

Aruki Oeiras

Rua de São Paulo, 6, Oeiras. Terça a domingo 12h30 às 15h e das 19h às 23h. 21 584 9200

Para barrigadas de sushi: do Oriente até à Parede, é o alcance que a marca Aruki passou a ter desde que abriu uma nova loja em Oeiras, a irmã mais nova da casa mãe na Avenida da Liberdade e da segunda loja em Telheiras. A pedido de muitas famílias, literalmente, o restaurante de entregas e take-away de sushi teve de crescer para dar resposta aos pedidos de quem mora na Linha, mantendo a génese japonesa do menu e o foco no peixe fresco. À escolha tem os mais tradicionais hosomakis, uramakis, temakis, nigiris e gunkans mas também especialidades como as pipocas de camarão, palitos de salmão, tatakis, tamago roll ou o viet roll mix. Para se encher de sushi há ainda combinados a partir de oito peças, poke bowls e ceviches. Para assinalar a abertura da nova loja em Oeiras, vão manter a oferta existente em todas as lojas de um conjunto de hot rolls em compras superiores a 15€ quando levantadas na loja, em regime de take-away. Nas entregas ao domicílio, os pedidos superiores a 15€ têm taxa de entrega gratuita.

Além das peças tradicionais, o Aruki mantém no menu os combinados e há também ceviches e pokes ©DR

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Open House

Vários locais de Lisboa e Almada. 25 e 26 de setembro.

Para ter nas mãos as chaves das cidades: está a chegar a 10.ª edição da Open House Lisboa este sábado e domingo, cujo tema é “Caminhos da Água” que “moldam as paisagens de Lisboa e Almada”, numa proposta da Trienal de Arquitectura de Lisboa comissariada pelo coletivo Baldios, de arquitetura paisagista. A iniciativa estende-se pela primeira vez às duas cidades das duas margens do Tejo, envolve 68 espaços para visitas gratuitas, 49 dos quais em estreia, cumpre oito percursos urbanos acompanhados por especialistas, durante todo o fim de semana, que permitem desvendar oito linhas de água de Lisboa e Almada e perceber o modo como, a partir deles, as cidades cresceram. Há ainda dois “passeios sonoros”, um pelo Vale de Chelas e, outro “Conhecer a Água”, pelo leito do Tejo, numa viagem entre Cais do Sodré e Cacilhas. A programação completa pode ser consultada no site.

O Convento de Chelas é um dos locais do roteiro ©Arquivo Geral do Exército

Imprimir selfies na espuma da cerveja

Vários locais de Lisboa, Porto e Algarve.

Para selfies espumosas: quem disse que uma selfie tem de estar sempre num ecrã? Esta sexta-feira arranca uma digressão pelo país da nova impressora Stoutie da Guinness, que permite imprimir fotografias na espuma de um pint. Para aderir à iniciativa basta deslocar-se a um dos bares aderentes em Lisboa, Porto e Algarve. A tecnologia da impressora permite realizar impressões na espuma da cerveja utilizando uma tinta comestível, com extrato de malte, sendo que para imprimir a dita selfie basta enviar uma fotografia através do telemóvel para a impressora, colocar a cerveja na máquina e esperar que a magia aconteça em apenas 10 segundos. Esta sexta e sábado, em Lisboa, a impressora estará no O’Gilins Irish Pub, e depois nos Trobadores (1 e 2 de outubro), no Beers (8 e 9 de outubro) e no Cooleys Irish Bar (15 e 16 de outubro). No Porto, a tour arranca no Ryan’s Irish Bar (24 e 25 de setembro), depois no Ferro (1 e 2 de outubro), Meridians & Parallels Bar (8 e 9 de outubro) e Marina do Freixo (15 e 16 de outubro). No Algarve, a iniciativa está presente este fim de semana no Hole in One e no próximo no Murphys Bar, por exemplo.  As datas e os locais estão disponíveis aqui.

Basta enviar a fotografia para a impressora para poder imprimir na espuma com tinta comestível ©Guinness

Queijaria do Monte

Avenida de Sabóia, 487, Loja G, Estoril. Segunda a Sábado das 10h30 às 20h e domingos das 10h30 às 18h. 21 014 2964.

Para amantes de queijo: tudo o que é queijo é possível que encontre na nova Queijaria do Monte, um novo espaço no Estoril com uma seleção de queijos franceses, suíços, italianos, espanhóis, holandeses e, claro, portugueses. A verdade é que são mais de 60 as variedades de queijos de vários tipos de leite (vaca, cabra, ovelha, búfala) que as vitrines e prateleiras do novo espaço acolhem, todo ele pensado pelos casais Ana e Duarte, Diana e Tiago. Entre uma longa lista de referências há uns que são estrelas da companhia, é o caso do queijo Gouda com 1000 dias de maturação, o Parmigiano Reggiano de 30 meses, o queijo de São Jorge de 24 meses ou ainda o Comté de 30 meses. Todas as semanas recebem queijos de produtores artesanais e criam as suas próprias combinações, como o queijo Brie de Meaux com trufa fresca da Toscana. Além de loja, os fundadores querem fazer da Queijaria do Monte um espaço de provas, pelo que saem de trás do balcão tábuas de queijo à escolha do freguês. Há também à venda outros produtos como vinhos, crackers, foie gras, mostardas e presunto.

Há também tábuas de queijo para prova, cortados à mão no local, sendo escolhidos pelos clientes ©DR

Exposição “Margens”

Largo Miguel Bombarda 23, Vila Nova de Gaia. Terça a sábado 11h às 19h30 e domingos 11h às19h. Até 31 de dezembro. Entrada livre.

Para pousar os olhos na arte: o Espaço Porto Cruz, no Cais de Gaia, recebe “Margens”, uma exposição com 20 obras do artista Sobral Centeno que fica aberta ao público até ao final do ano e de entrada gratuita. A mostra marcou o início do ciclo “Artes & Ideias em Ventozelo”, um projeto levado a cabo pela associação Amigos de Ventozelo na quinta que se dá pelo mesmo nome, no Douro. ​“Sobral Centeno volta ao Douro sempre que pode e guarda-o na sua alma, transportando em si traços nostálgicos das suas memórias mais recuadas. Pinta-o de cor, interpretando a sua realidade filtrada pela sua vivência cosmopolita”, refere o curador da exposição Manuel Novaes Cabral.

A exposição já esteve patente na Quinta do Ventozelo e muda-se agora para o Cais de Gaia até final do ano ©Sobral Centeno

Música no Mano a Mano

Rua do Alecrim, 22, Lisboa. Domingo a quinta 12h30 às 23h, sexta e sábado 12h30 às 01h30. 914 054 273.

Para ser embalado a cada garfada: o restaurante Mano a Mano, perto do Cais do Sodré, passa agora a ter animação às sextas e sábados a partir das 23h. A música está a cargo de Victor Zamora, pianista cubano e teclista de Salvador Sobral, que traz ao restaurante vários convidados todas as semanas —  este fim de semana é a vez de Beatriz Pessoa e a cantora Cherry. Assim, segue embalado para uma pizza especial da estação de figos,  gorgonzola, speck e finas lascas de parmesão, a pizza de bacalhau, o risotto marinara ou o spaghetoni verdi al pistacchio e gorgonzola com pasta caseira de espinafres.

A pizza de figos é uma das especiais da estação ©Mano a Mano/Instagram

Oktoberfest na Fábrica Nortada

Rua de Sá da Bandeira, 210, Porto. Terça a sábado entre as 17h30 e as 02h. 22 018 1000.

Para beber de outras tradições: a quarta edição da grande Festa da Cerveja acontece na Fábrica Nortada até 9 de outubro, numa versão portuguesa do Oktoberfest com decoração e trajes a rigor, um menu dedicado à festa e jogos temáticos. Como não poderia deixar de ser, estão também de regresso as famosas canecas de Märzen, a cerveja especial concebida para o Oktoberfest. Para ensopar a bebida, há pretzels, salsichas alemãs, schnitzel com molho de cogumelos e uma caneca, tudo por 12 euros — para quem tiver espaço pode rematar com um apfelstrudel. Ainda assim, as opções do menu regular continuam disponíveis, como é o caso das bolas de alheira e queijo ou das costelinhas. ​Para as pausas entre canecas, a Fábrica Nortada preparou atividades, é o caso do beer pong e do jogo das damas em versão cervejeira, além de outros jogos típicos desta época do ano como o Stein Holding. Quem não puder deslocar-se ao Porto para celebrar a cultura cervejeira, a loja online da marca tem kits especiais com referências de cervejas do Oktoberfest.

Estão de regresso as famosas canecas de Märzen, a cerveja especial concebida para o Oktoberfest ©DR

Dr. Bernard Boa Vida

Rua dos Poços Negros, 119, Lisboa. Terça a quinta 18h à 01h, sexta e sábado 18h às 02h.

Para ter um cheirinho da margem sul em Lisboa: Gregory Bernard traz a boa vida que tem e dá a conhecer a todos na Costa da Caparica para Lisboa num pop up especial em Santos. O Dr. Bernard Boa Vida quer aproximar os conceitos do Dr. Bernard e do Palms — espaços que o francês já detém junto à praia do CDS — do centro da cidade e, num futuro próximo, podem até haver shuttles para trazer e levar pessoas entre os dois espaços. Para já o Boa Vida chega numa versão pop up, chamado The Flood, e feito em parceria com o restaurante Da Noi, que está agora temporariamente fechado. Neste pop up o foco está nos petiscos como a focaccia, hummus de couve-flor, melancia feta, presunto de pato ou biqueirões, e há também legumes assados, atum curado, mac & cheese, mini burguers ou lombinho de porco. Para sobremesa existe panacota de coco, figo e crumble de amêndoa e crème brulée de cabra com pêra. A carta de bebidas reúne vinhos naturais a copo ou garrafa, alguns cocktails ou kombuchas e limonadas. O pop up vai estar disponível até dia 5 de outubro, de terça-feira a sábado, aos jantares, no Dr. Bernard Boa Vida, em Santos. À segunda-feira, passa para a Costa e instala-se no Palms, também no horário de jantar. Em breve, vai servir-se neste espaço o brunch ‘Wake n Bake’, desenvolvido pelo chefe húngaro, David Liptay, à frente do Palms Blitz.

O pop up vai estar a funcionar até 5 de outubro ©DR

Nova loja Cantinho do Vintage

Zona industrial do Prior Velho. Inaugura dia 25 de setembro às 10h. 912 007 552/ geral@cantinhodovintage.pt

Para se perder no antigamente: talvez seja necessário ir avisado que é possível cumprir o objetivo de passos diários dentro desta nova localização do Cantinho do Vintage, a mítica loja lisboeta com achados de mobiliário vintage — isto porque o novo armazém inaugura este sábado e tem, nada mais nada menos que 9000 metros quadrados. A nova loja Cantinho do Vintage, distribuída por três pisos, fica na zona industrial do Prior Velho e vai continuar a reunir o melhor do estilo vintage e industrial e do design nórdico em decoração, com peças oriundas da Dinamarca, Noruega, Suécia, Alemanha, Bélgica e Portugal.

A loja tem 9000 m2 e está dividida por três pisos ©Cantinho do Vintage/Facebook

Kits Dinee em todo o país

www.dinee.pt

Para comer sem ir ao restaurante: o projeto Dinee, que leva refeições pré-preparadas de vários restaurantes do país a casa das pessoas alargou agora a entrega dos seus kits a todo o território nacional, deixando assim de entregar apenas na Grande Lisboa. Os kits chegam a casa numa caixa com tudo o que é preciso para ser finalizado em cerca de 15 a 20 minutos na cozinha de qualquer pessoa — a comida é embalada a vácuo e pode ser guardada no frio até cinco dias. De momento a oferta já se expandiu a mais restaurantes, pelo que nas opções está o arroz de pato de Carlos Afonso d’O Frade (Lisboa), bochechas de porco preto, de Michele Marques da Mercearia Gadanha (Estremoz), o caril de grão com pickle de gamba de João Cura do Almeja (Porto), o gratinado de rabo de toiro de Rodrigo Castelo do Ó Balcão (Santarém), o leitão laqueado de Joachim Koerper do Eleven (1 estrela Michelin Lisboa) e os noodles com molho chilli de frutos secos de Sarah Maraval do projeto The Green Chef (prato vegan). Os kits têm as modalidades de duas e quatro pessoas e as encomendas são feitas através do site.

Os pratos são embalados em sacos a vácuo para poderem ser conservados. Cada kit traz instruções ©Dinee

Circular Festival de Artes Performativas

Vários locais em Vila do Conde. Até 25 de setembro.

Para responder à última chamada das artes: o segundo e último fim de semana do 17.º Circular Festival de Artes Performativas acontece esta sexta e sábado com várias propostas nas áreas da música, performance, teatro, pensamento e dança. Na sexta, às 21h, no Teatro Municipal de Vila do Conde, decorre o lançamento do disco “Peixinho Patriarca Percussão” do Drumming Grupo de Percussão e, ainda nesse dia, dá-se a ante-estreia da performance “She gave it to me I got it from her”, uma proposta intimista da coreógrafa Clara Amaral que desenha o gesto e a palavra a partir de um livro — tem sessões também no sábado. Ainda na sexta, às 22h30 (e sábado às 21h) o coreógrafo Raul Maia apresenta em estreia absoluta “a fala da racha”, uma criação co-produzida pelo Circular, um espetáculo de dança que sobe ao palco do Auditório Municipal de Vila do Conde. No sábado, o colectivo espanhol Los Detectives apresenta em estreia nacional “Pienso casa, digo silla”, uma peça teatral com traços de humor que tem lugar às 21h30 no Teatro Municipal de Vila do Conde.

Os Los Detectives apresentam uma estreia nacional no último dia de festival ©Mila Ercoli

Food Passport

Vários locais. www.tasteporto.com

Para partir à descoberta: a Taste Porto, a empresa de tours de comida na Invicta, lançou recentemente uma nova tour gastronómica para dar resposta aos desejos pós-pandémicos: menos contacto físico, mais privacidade e o mesmo sabor a Porto. O Food Passport é então uma tour sem guia que desafia qualquer um que deseje conhecer a cidade e os segredos que só os locais guardam a percorrer seis negócios do Porto, havendo uma proposta de degustação em cada um. A cada visita os participantes comem, bebem e ficam a conhecer os bastidores desses espaços, até porque um dos objetivos da empresa é promover o comércio local do Porto. O Food Passport, disponível em seis idiomas, custa 30€ e pode ser comprado no site.

Uma das provas de degustação no restaurante Taxca ©DR

Banff Centre Mountain Film Festival World Tour

Heden Santa Apolónia- Doca Jardim do Tabaco Terminal de Cruzeiros de Lisboa. 25 de setembro 18h. 6,97 euros.

Para ser desportista com os olhos: o sucesso da primeira ditou que chegasse agora uma segunda edição do Banff Centre Mountain Film Festival World Tour, o festival internacional de cinema de desporto ao ar livre, que acontece este sábado no hub criativo Heden, em Santa Apolónia. São mais de dez filmes que podem ser vistos a partir das 18h numa seleção eclética e com apresentações intimistas. Serão projetados filmes como “Charge 2”, que narra a experiência de cinco dos melhores freeskiers do mundo e de um campeão mundial de pilotagem de drone numa semana de Cat Skiing em British Columbia (Canadá), “Return to El Guayas”, que junta o galardoado realizador Ben Stookesberry ao Red Bull paddler Rafa Ortiz e ao kayaker Lane Jacobs na primeira descida de um dos mais desafiantes rios da Colômbia, ou “Free as Can Be”, sobre o encontro de um jovem escalador com uma velha lenda que o ajuda a alcançar o sonho de escalar sem cordas a montanha El Capitan, na Califórnia.

O festival vai projetar mais de uma dezena de filmes ©DR

Monky Restaurante Asiático

Rua Moto Clube de Faro LJ A/B 3, Faro. Quinta a segunda 12h30 às 15h, 19h às 00h. 289 090 350.

Para usar a expressão “macacos me mordam”: Rui Sequeira, do restaurante Alameda, em Faro, começou uma nova aventura em fevereiro com o Monky, um restaurante asiático digital cujo sucesso ditou que poucos meses depois conseguisse materializar-se e ganhar espaço físico. O Monky era “um sonho antigo arrumado na gaveta” que nasceu da adversidade da pandemia, para levar a China, a Tailândia, a Indonésia ou a Índia a casa dos clientes com delivery e take-away. Quando arrancou, Rui e a sua mulher Neide Monteiro não sonhavam com o número de pedidos que receberam na primeira manhã operacional. Abriram a segunda casa no verão, que não leva ninguém ao engano: um néon vermelhão grita Monky e convida quem passa a entrar nesta viagem, onde a decoração dos interiores ajuda a esse teletransporte ainda antes da comida lhe chegar à boca. Entre os pratos mais pedidos está o nasi goreng de camarão, de vegetais ou de frango e o tonkotsu ramen — que também existe na versão picante, havendo ainda um miso ramen. No menu há caris verdes thai, muito aromáticos, do vegetariano ao de camarão, mas também as mesmas versões com caril indiano. Não falham também os pad thais e os baos. De quinta a sábado há DJ para animar as refeições no restaurante.

O Monky nasceu como fruto da pandemia numa versão virtual e tem agora nova casa em Faro ©Andre Pires Santos

Wanderlust

Jardins da Torre de Belém. 26 de setembro 08h30. A partir de 25 euros.

Para alinhar corpo e mente: a 5.ª edição do triatlo mindfulness Wanderlust acontece já este domingo nos jardins da Torre de Belém, logo a partir das 08h30. Nesta edição vai haver, pela primeira vez, trinta minutos de treino intervalado de alta intensidade e em grupo, como a primeira parte do triatlo ao contrário da corrida e caminhada habitual. Seguem-se depois 90 minutos de yoga que são rematados com meia hora de meditação final. Contugo, o Wanderlust acabou por se tornar numa espécie de festival do bem-estar e ao longo do dia haverá também workshops, talks e música ao vivo. Ainda há bilhetes aqui.

O evento regressa aos Jardins da Torre de Belém ©DR