Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Cascais vai receber entre 30 de setembro e 1 de outubro uma cimeira internacional sobre o futuro da Política. A antiga candidata à presidência de França, Ségolêne Royal, abre a cimeira para analisar a forma como as alterações climáticas estão a transformar a política contemporânea. Mas são cerca de 30 líderes políticos de 15 países que vão participar nestes dois dias de cimeira.

No primeiro dia, o presidente do município de Port-au-Prince, no Haiti, Lucsonne Janvier, o antigo primeiro-ministro da República Árabe Sarauí Democrática, Abdelkader Taleb Omar, e Gloria Alvarez, referência dos movimentos jovens libertários da América Latina e ex-diretora do Movimento Cívico Nacional da Guatemala, vão intervir no painel: “Como podemos salvaguardar a Democracia de ataques externos?”.

João Paulo Rebelo, Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Édgar Colmán, Ministro da Juventude do Paraguai, Emilly Coelho, Secretária Nacional da Juventude do Brasil, vão falar sobre a próxima geração de líderes globais, num debate moderado por Max Trejo, secretário-geral do Organismo Internacional de Juventude. Beatriz Corredor, presidente da Red Eléctrica de España, vai falar sobre o futuro da energia e o impacto e nas decisões políticas.

Ainda no primeiro dia, Alexandra Cousteau, presidente e cofundadora da Oceans 2050, e Juan Verde, presidente da Advanced Leadership Foundation e conselheiro das campanhas presidenciais de Joe Biden, Barack Obama, entre outros candidatos democratas, vão falar sobre a sustentabilidade e a regeneração dos oceanos. O primeiro dia termina com um debate sobre a próxima geração de líderes mundiais com José María del Corral, diretor mundial da Fundação Scholas Occurrentes, e Juan Ignacio Maquieyra, diretor da Escola Política Fratelli Tutti.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O segundo dia de cimeira arranca com um debate sobre o papel das organizações internacionais e regionais no combate às pandemias do futuro, com Rosalía Arteaga Serrano, antiga Presidente do Equador, Federico Pinedo, antigo Presidente da Argentina, e Enrique Lopez Lopez, Ministro da Presidência da Comunidade de Madrid.

Sergio Fernández de Córdova, presidente da PVBLIC Foundation e da P3 Smart City Partners, Adolfo Díaz-Ambrona, secretário-geral da Câmara de Comércio Espanhola, Frédéric Degret, fundador da Noah ReGen, e Sebastián Navarro, enviado global da COP 25 Santiago-Glasgow e Secretário-geral da CC35, vão falar sobre a colaboração entre entidades públicas e privadas e como esta colaboração pode definir as políticas do futuro.

Danilo Türk, antigo Presidente da Eslovénia e presidente do Clube de Madrid, Eduardo de Pedro, Ministro do Interior da Argentina, e Ateki Seta Caxton, diretor do Movimento Africano para a Democracia, vão falar sobre os principais desafios das jovens democracias. E José Luis Bonet, presidente da Câmara de Comércio Espanhola e da Fundação INCYDE, vai debater as implicações da automação no futuro do mercado laboral.

A iniciativa, que resulta de uma pareceria com a Advanced Leadership Foundation — organização internacional que tem como missão inspirar e desenvolver os líderes empresariais, políticos e sociais  — com o Município do Cascais e com a revista internacional POLITICO. Quando foi anunciada, estavam previstos nomes como Robert Reich, Romano Prodi e Javier Solana Madariaga.

Cascais recebe cimeira sobre futuro da Política, que conta com Robert Reich, Romano Prodi e Javier Solana Madariaga