O russo Nikita Mazepin e o alemão Mick Schumacher vão continuar na escuderia Haas no Mundial de Fórmula 1 de 2022, anunciou esta quinta-feira a equipa, em véspera do início do Grande Prémio da Rússia.

O italiano Guenther Steiner, diretor da equipa, mostrou-se “feliz” com a renovação dos seus dois pilotos, que este ano se estrearam na Fórmula 1.

“Ambos aceitaram o desafio e trabalham em estreita colaboração com a equipa para aprenderem os nossos processos e adaptarem-se aos desafios que implica uma temporada de Fórmula 1. Acreditamos que podemos evoluir como equipa em 2022 e dar-lhes um carro competitivo”, sublinhou.

O filho de Michael Schumacher admitiu estar “a viver um sonho”, por fazer parte de uma equipa de Fórmula 1, considerando que era “emocionante e muito instrutivo” o primeiro ano no ‘Grande Circo’.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Já o russo admitiu ter a intenção de “crescer” com a Haas na Fórmula 1. Os dois são os únicos pilotos que ainda não pontuaram este ano.

Mick Schumacher é 19.º classificado no Mundial de pilotos e Mazepin 21.º. Entre eles está o polaco Robert Kubica, que substituiu o finlandês Kimi Raikkonen na Alfa Romeo em algumas corridas.