Obrigado por ser nosso assinante. Usufrua de leitura ilimitada deste e de todos os artigos do Observador.

Há uma nova série com médicos para ver a partir de 30 de setembro. Só que o protagonista desta saga não é dos bonzinhos, o que ele adora fazer é paralisar ou até matar doentes durante as operações. “Dr. Death” inspira-se numa história verídica e Joshua Jackson ocupa o papel principal.

Mais sinistro do que isto? Claro que existe, mas em modo divertido. “The Shrink Next Door” tem um psiquiatra descompensado (Paul Rudd) que manipula a vida de um paciente (Will Ferrell). Tudo isto tem um fundo de verdade, foi inicialmente contado num podcast e agora passa a comédia de humor negro.

Uma das estreias mais aguardadas é “O Homem das Castanhas”, a adaptação do thriller bestseller norueguês. Tem mortes e desaparecimentos misteriosos, obviamente. E já está aí mais uma série do criador de “A Maldição de Hill House”. Esta chama-se “Missa da Meia Noite” e passa-se numa ilha onde tudo é estranho. A chegar estão “Invasion”, ficção científica, e “The Wheel of Time”, passada num universo de fantasia onde a magia existe.

O Observador juntou as novas produções que vão aparecer nos catálogos das plataformas de streaming até ao final do ano. Ninguém disse que as noites de outono que se aproximam têm de ser entediantes.

“Missa da Meia Noite”

Netflix, 24 de setembro

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Depois de “A Maldição de Hill House”, o criador da série guardou outras histórias assustadoras para contar e um ou outro truque de terror psicológico. Mike Flanagan é o responsável por “Missa da Meia Noite”. Escreveu e realizou os capítulos todos.

A narrativa passa-se numa ilha que começa a acumular eventos sobrenaturais depois da chegada de um novo padre. Está catalogada como minissérie e tem sete episódios.

“O Gangue: Assalto Arriscado — A Série”

Netflix, 24 de setembro

Ação, ação, ação. Se é disso que precisa, não tem de ir mais longe. “O Gangue: Assalto Arriscado — A Série” acompanha dois ladrões. Um já é veterano; a outra, uma mulher, é uma espécie de estagiária na arte de roubar. Ambos acabam juntos numa guerra contra narcotraficantes.

Há um filme de 2015 chamado “O Gangue: Assalto Arriscado”, também disponível na Netflix, do mesmo realizador (Julien Leclercq) e do mesmo guionista (Hamid Hlioua). No entanto, a história reinventa-se completamente para a versão de seis episódios. O ambiente é semelhante mas as narrativas são novas.

“O Homem das Castanhas”

Netflix, 29 de setembro

O livro foi publicado em 2018 e rapidamente chegou a 50 países, sendo apenas o livro de estreia de Søren Sveistrup. Agora, O Homem das Castanhas passa para o ecrã com uma série dividida em seis partes.

Tudo acontece nos subúrbios de Copenhaga, Dinamarca, onde uma jovem é encontrada morta, sem uma das mãos, no chão de um recreio. Ao lado dela está um boneco, feito de castanhas, que representa um homem. Os protagonistas são os detetives destacados para o caso, que rapidamente vão encontrar ligações a um desaparecimento anterior.

“Dr. Death”

HBO, 30 de setembro

Baseado numa história verídica sobre um cirurgião que paralisava ou matava pacientes, “Dr. Morte” está longe de ser a típica série sobre médicos. Joshua Jackson, que interpreta o doutor Christopher Duntsch, tem pela frente dois nomes que não precisam de apresentações. Alec Baldwin (o neurocirurgião Robert Henderson) e Christian Slater (o cirurgião vascular Randall Kirby) descobrem o que está a acontecer nos blocos operatórios daquele médico e têm de arranjar forma de travá-lo.

A série já foi renovada para uma segunda temporada e esta primeira conta com oito episódios.

“Criada”

Netflix, 1 de outubro

Uma mulher escapa a um relacionamento abusivo mas fica sem casa e sem dinheiro. É como empregada da limpeza que começa a trabalhar mas o que ganha mal chega para sustentar a filha, tratar de burocracias e escapar a uma vida na rua.

O guião é de Molly Smith Metzler (“Orange is the New Black”, “Shameless”), Margot Robbie é uma das produtoras e a história inspira-se na autobiografia de Stephanie Land, “Maid: Hard Work, Low Pay and a Mother’s Will to Survive”. A protagonista, Alex, é interpretada por Margaret Qualley (“Era Uma Vez em… Hollywood”, “The Leftovers”). A minissérie tem dez episódios e conta ainda com Andie MacDowell (Paula).

“Acapulco”

Apple TV+, 8 de outubro

Do resort de “White Lotus” — uma das melhores séries dos últimos tempos no catálogo da HBO — para o resort de “Acapulco”, desta vez na Apple TV+. Esta é a história de um jovem que sonha trabalhar no melhor hotel de Acapulco, no México. Quando lá chega é tudo bem diferente do que imaginava.

A comédia falada em inglês e espanhol é conduzida através das memórias de Maximo (Eugenio Derbez) até aos anos 80, onde o glitter e os fluorescentes até ferem os olhos.

“I Know What You Did Last Summer”

Amazon Prime Video, 15 de outubro

Um livro em 1973, um filme em 1997 e agora a série. A história continua a ser a mesma: um ano após um acidente fatal na noite de finalistas, um grupo de jovens tenta guardar um segredo enquanto é perseguido por um assassino.

Os quatro primeiros episódios ficam disponíveis a 15 de outubro. Os restantes quatro são disponibilizados, um a um, nas sextas-feiras seguintes.

“Invasion”

Apple TV+, 22 de outubro

Do criador de “Solos”, David Well, esta é a história de uma invasão, exatamente como o nome indica. Baseia-se no livro de H.G. Wells, The War of the Worlds. Escrito entre 1895 e 1897, foi um dos primeiros a explorar um confronto entre humanos e extraterrestres.

Sam Neill deixou para trás os dinossauros de “Parque Jurássico” e tem agora de combater criaturas vindas do espaço enquanto John Bell Tyson. Veremos quantos episódios (há dez) sobrevive nesta que é uma das séries de ficção científica mais aguardadas do ano.

“The Shrink Next Door”

Apple TV+, 12 de novembro

Uma comédia de humor negro com guião de Georgia Pritchett (“Veep”, “Succession”)? O que é que há aqui para correr bem? Tudo, absolutamente tudo. À equação junta-se Paul Rudd, no papel de um psiquiatra tresloucado que manipula um paciente de longa data, Will Ferrell. Também lá está a hilariante Kathryn Hahn (vista recentemente em “WandaVision”).

“The Shrink Next Door” baseia-se num podcast com o mesmo nome, de Joe Nocera, mas o mais surreal de tudo é que a inspiração inicial surgiu de uma história verídica. A série está dividida em oito capítulos.

“The Wheel of Time”

Amazon Prime Video, 19 de novembro

Com Rosamund Pike, passa-se num mundo onde existe magia mas só algumas mulheres podem usá-la. “The Wheel of Time” é uma das grandes apostas da plataforma — já estão confirmadas duas temporadas — e é a adaptação da saga de fantasia de Robert Jordan. 14 volumes, uma prequela e duas histórias paralelas foram publicados entre 1990 e 2013.

A primeira remessa da série tem seis episódios. Os primeiros três ficam disponíveis no dia 19, os restantes surgem individualmente todas as semanas.

“Cowboy Bebop”

Netflix, 19 de novembro

Ainda não tem trailer mas quem está familiarizado com esta série na versão anime já pode começar a fazer a contagem decrescente para a nova abordagem a “Cowboy Bebop”.

Estamos no espaço e os cowboys desta história são, na realidade, caçadores de prémios. Spike Spiegel (John Cho), Jet Black (Mustafa Shakir) e Faye Valentine (Daniella Pineda) andam atrás dos maiores criminosos da galáxia. Ao mesmo tempo, cada um foge do seu passado. Estão previstos dez episódios.

“Hawkeye — Gavião Arqueiro”

Disney+, 24 de novembro

Mais uma série da Marvel, é exatamente isso. E o universo não é assim tão novo. Jeremy Renner é Clint Barton, papel que já desempenhou inúmeras vezes. A ação decorre após os acontecimentos do filme “Vingadores: Endgame” (2019) e junta à narrativa Kate Bishop (Hailee Steinfeld), uma jovem arqueira que tem de trabalhar com Barton contra inimigos que surgem do passado.

Do elenco de “Hawkeye — Gavião Arqueiro” fazem também parte Vera Farmiga e Florence Pugh. Há oito episódios para ver embrulhados num clima natalício, época em que se passa a história, disponíveis mesmo a tempo do Natal.