Obrigado por ser nosso assinante. Pode ler este e todos os artigos do Observador em qualquer dispositivo.

Portugal registou 230 novos casos de infeção com SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Há quatro meses que não registava tão poucos casos a uma segunda-feira (apesar de o primeiro dia da semana ter em geral menos casos).

Precisamos recuar a maio para encontrar dias com praticamente o mesmo número de casos: 241, no dia 24 de maio, e 199, a 17 de maio. A diferença é que na altura estávamos a entrar numa nova vaga e não a terminar. A média a sete dias é agora de 693,6 casos e não estava abaixo dos 700 desde 13 de junho.

Desde domingo registou-se uma única morte de uma idosa com mais de 80 anos na região Norte. A última vez que Portugal tinha registado um único óbito num dia tinha sido a 6 de julho. A média de óbitos a sete dias está agora em 5,9 e não era tão baixa desde 10 de julho, quando registava 5,1.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta segunda-feira, o boletim da DGS revela uma incidência acumulada de 111,6 em todo o país e 113,5 só no continente — uma descida em relação aos dados da última sexta-feira, quando a incidência era, respetivamente, 127,3 e 129,7 novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias.

O índice de transmissibilidade subiu de 0,83 a nível nacional e 0,82 no continente para 0,85 e 0,84, respetivamente.

Estão 420 pessoas internadas com Covid-19 — mais cinco do que no dia anterior —, das quais 79 estão nas unidades de cuidados intensivos — menos quatro do que no domingo.

A faixa etária dos 10 aos 19 anos foi a que apresentou menos casos de infeção nas últimas 24 horas (11), ainda menos que acima dos 80 anos (16) ou na casa dos 70 anos (19).

O grupo com mais casos está na casa dos 40 anos, com 37 casos (23 entre mulheres e 14 entre os homens), seguido da faixa dos 20 aos 29 anos, com 35 casos, e a casa dos 30 anos, com 31 casos (20 homens e 11 mulheres). Os restantes grupos apresentam menos de 30 casos.

Lisboa e Vale do Tejo foi a região com mais casos (78), seguida do Norte (54). As restantes regiões tiveram todas menos de 50 casos: 38 no Alentejo, 35 no Algarve, 17 no Centro, cinco nos Açores e três na Madeira.

Esta segunda-feira, a DGS reporta ainda 479 pessoas recuperadas da infeção e menos 452 contactos em vigilância (num total de 27.845). No total, são 31.285 casos ativos — menos 250 nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia já se registaram 1.067.175 casos de infeção e 17.955 óbitos.