O socialista Ricardo Leão assumiu a conquista da Câmara Municipal de Loures à CDU nas eleições autárquicas de domingo, sublinhando que a população do concelho “vai ter finalmente soluções e respostas”.

Ricardo Leão assumiu a vitória nas eleições autárquicas numa altura em que, pelas 02:10, os dados provisórios do Ministério da Administração Interna (SGMAI) apontavam para 33,16% de votos para a candidatura do PS (Ricardo Leão) e 29,96 para a CDU (Bernardino Soares), com três de 10 freguesias por apurar.

“A população do concelho de Loures manifestou-se de forma clara e nítida que quer mudança neste nosso concelho e acabar de vez com esta política do queixume e do passa culpas constante. Quer uma política em que a Câmara de Loures passe a ser interveniente e faça parte da solução de todos os problemas dos munícipes”, declarou o candidato do PS á agência Lusa.

O socialista Ricardo Leão sucede na presidência do concelho de Loures ao comunista Bernardino Soares, que presidia o município do distrito de Lisboa desde 2013.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A Lusa tentou contactar Bernardino Soares, mas sem sucesso.

O atual executivo de Loures é composto por quatro eleitos da CDU (incluindo o presidente), quatro do PS e três da coligação Primeiro Loures (PSD/PPM).

Concorreram à Câmara Municipal de Loures Bernardino Soares (CDU), Ricardo Leão (PS), Nélson Batista (PSD), Jorge Santos (CDS-PP), Bruno Nunes (Chega), Filomena Francisco (Iniciativa Liberal), Soraya Ossman (PAN) e João Resa (PCTP-MRPP)

Além do candidato do PCTP-MRPP, concorreram à Câmara de Loures o atual presidente da autarquia, Bernardino Soares (CDU, coligação que integra o PCP e o PEV), o socialista Ricardo Leão (presidente da Assembleia Municipal de Loures), o social-democrata Nélson Batista (presidente da Junta de Freguesia de Lousa), e pelo CDS-PP Jorge Santos.