Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Mais de 150 mil metros quadrados, 800 quartos, uma montanha russa, 11 restaurantes e vários escorregas. A Arábia Saudita vai transformar uma plataforma petrolífera atualmente inutilizada no Golfo Pérsico num resort com um parque temático. O projeto “The Rig” vai ser financiado pelo Fundo de Investimento Público saudita.

“O The Rig é uma iniciativa no turismo e no setor do entretenimento, um dos principais setores estratégicos do Fundo de Investimento público e é esperado que seja uma mais-valia para a economia local”, lê-se num comunicado do governo saudita. O projeto visa ainda a “preservação sustentável do meio ambiente”.

Com a construção do resort, o Fundo de Investimento Público procura “atrair turistas de todo o mundo”, principalmente residentes dos países pertencentes ao mundo árabe. Descrito como o “primeiro destino turístico do mundo inspirado numa plataforma petrolífera”, a Arábia Saudita almeja diversificar o setor do turismo, bastante concentrado no religioso com as peregrinações a Meca e a Medina.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

De acordo com a CNN, a Arábia Saudita quer tornar-se num ponto nevrálgico no turismo do Médio Oriente, passando a competir com locais como o Dubai, Abu Dhabi ou o Omã. Até 2029, o país quer receber mais de 100 milhões de turistas.

No início do ano, Riade já lançou uma nova linha aérea e anunciou um investimento de 147 mil milhões de dólares (cerca de 126 mil milhões de euros) na área da logística e dos transportes. Em março, o país também divulgou um projeto para criar a montanha russa mais rápida do mundo em 2023.